Presidente do TRE ajusta segurança no Sertão para estas eleições

Mais uma reunião para discutir a segurança do pleito de 7 de outubro foi realizada pelo presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PB), desembargador Romero Marcelo da Fonseca Oliveira. Desta vez, ocorreu em Patos, para apresentação do esquema de segurança que será colocado em prática na região do Sertão.

A reunião que ocorreu ontem à tarde, no mini-auditório do Sebrae, contou com a presença de juízes de várias cidades do Sertão, além de promotores, comandantes da Polícia Militar, do Bombeiro Militar, da Polícia Rodoviária Federal (PRF), Polícia Federal (PF), dentre outros órgãos de segurança e fiscalização.

De acordo com o desembargador Romero Marcelo, a reunião faz parte dos encontros setoriais que acontecem com órgãos de segurança, com juízes eleitorais e com promotores que estarão à disposição das eleições 2018.“Estamos estabelecendo as ligações entre os juízes eleitorais e as autoridades de segurança, para que possamos apresentar o nosso plano de segurança das eleições e as autoridades possam apresentar aos juízes o seu planejamento, para que o eleitor possa, no dia da eleição, com absoluta segurança exercer o seu direito de voto”, comentou.

O presidente do TRE-PB destacou ainda, a importância da reunião com todos os agentes envolvidos no processo e que atuarão de forma direta para garantir o transcurso normal do pleito. “É o momento para tratarmos de todas as questões relativas a segurança, fazer esclarecimentos e compartilhar as medidas que serão tomadas por cada órgão para garantir o pleito”, declarou.

A expectativa de Romero Marcelo é que não ocorra nenhuma situação, nenhum imprevisto que resulte na necessidade de requisição de tropas federais para reforçar a seguranças de algumas cidades no dia das Eleições. “Não ocorrendo, nós faremos uma eleição utilizando todo o aparato policial de nossas forças de segurança locais, que estarão de prontidão. E vamos melhorar ainda mais nosso planejamento que estará todo pronto até o dia da eleição”, revelou o presidente do TRE-PB.

Da Redação com PB Agora

Selecionamos para você