Pocinhense se destaca como a liderança de jovens para a próxima eleição

O jovem Gean Cassio Tavares de Oliveira, conhecido em Pocinhos como Gean do Bode surge como a liderança de jovens para a próxima eleição. Vem ganhando importância desde a 2016, quando participou efetivamente na campanha do pai, que foi candidato a vereador no município e demonstrar uma vocação natural para a vida pública, e irá resgatar a confiança na política e nos políticos.

Com 26 anos, Gean trabalha na área da saúde como um auxílio para a farmácia, onde já dispõe de diversos serviços prestados à população, e os primeiros trabalhos na área rural, como um criador de cabras.

imagem09-11-2018-09-11-02

A inclinação para a política surgiu para acompanhar o pai, e foi crescendo a vontade de resgatar a confiança do povo pela política e os políticos. Desde pequeno eu siga o meu pai, que foi candidato a vereador em 2016 eu vim para dar uma força para ele de uma forma direta e as pessoas gostavam do meu engenho e aconselhou a iniciativa de me lançar como candidato. Meu objetivo é prestar um serviço diferenciado para fazer com que as pessoas passam a acreditar nos políticos”.

De acordo com Gean, ele e o pai têm amadurecido a idéia e chegaram a um consenso de que, até 2020, é um candidato a vereador em Pocinhos. “Eu quero ser diferenciadas por ajudar as pessoas, não só na época de campanha, mas durante toda a gestão”.

Atualmente, o rapaz disse que Pocinhos, vive uma situação caótica na saúde, atingindo a população mais precisa. “Como são as pessoas que não tem condições de arcar com o exame de seus próprios bolsos, são penalizados em seus direitos mais básicos e, apesar de todo esse descaso da gestão municipal, o legislativo conivente e silencioso”, disse ele.

E ele acrescentou: “nós Não vemos a maioria dos parlamentares ajudando a população na esfera social e muito menos como agentes de autoridades de supervisão. Então, meu desejo é ocupar o cargo de conselheiro para atuar em três áreas: saúde, jovens, através da criação de um pequeno curso pré-vestibular e bolsas de estudo na universidade e a representar o homem do campo, que é completamente abandonados nesta gestão”.