Paraibanos entram com habeas corpus para Lula ficar em prisão domiciliar

Para ajudar na defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, preso desde o dia 07/04, dois paraibanos resolveram agir. O servidor público, Antônio de Pádua Pereira Leite, e o advogado, Arthur Azevedo Leite, ajuizaram no STF (Supremo tribunal Federal ) um habeas corpus a favor do ex-presidente solicitando que ele possa ser favorecido com a prisão domiciliar.

A prisão domiciliar tem sido um assunto recorrente nos últimos dias, dada a importância de diversas personalidades políticas envolvidas em escândalos de corrupção.

Os paraibanos alegam que por Lula ter mais de 70 anos e já ter tido sérios problemas de saúde, é necessário que medidas cautelares sejam tomadas com base no artigo 318 do CPP, que determina algumas possibilidades para a alternativa da prisão domiciliar .

Para os paraibanos a reversão da pena é algo que deve ser tratado de maneira urgente. Na petição do habeas corpus, Antônio e Arthur afirmaram que é preciso reconsiderar os relevantes serviços que Lula prestou ao país e por isso deve ter a prisão domiciliar como um benefício até que sua sentença condenatória tenha o trânsito em julgado.

Selecionamos para você