Operação Cartola pode destituir e suspender dirigentes paraibanos

Operação CartolaImagens: Polícia Civil (JP)

A Operação Cartola, deflagrada nesta segunda-feira (9), segue em sigilo judicial. Mas o delegado da Polícia Civil, Lucas Sá, informou que os envolvidos vão se enquadrar na Lei Pelé e no Estatuto do Torcedor. São 39 investigados inicialmente, que poderão ter cargos importantes destituídos das instituições de futebol da Paraíba. Uma coletiva de imprensa será marcada esta semana.

“É impressionante tudo o que foi apurado, mas só poderemos contar os detalhes e como a organização criminosa agia, quando a Justiça liberar o sigilo. Por enquanto, a investigação está trazendo muito trabalho. Começamos por este número de 30 pessoas, mas já vamos em 80 citados durante somente este primeiro dia”, informou o delegado.

Todos os envolvidos nesta Operação poderão se enquadrar na Lei 10.671, no Estatuto do Torcedor. Além de destituir dirigentes, ela pode também suspender por meses os envolvidos e repasses federais em dinheiro e impedir de gozar qualquer benefício fiscal no Brasil. As multas nestes casos variam de R$ 100 a R$ 2 milhões.

Os acusados, depois de fichados pela Polícia, também poderão cumprir penas do capítulo VII da Lei Pelé. Uma delas é a exclusão de campeonato ou torneio. Cogitou-se a possibilidade do resultado Campeonato Paraibano, finalizado neste domingo (8) ser cancelado. Mas o delegado Lucas disse que não poderá informar sobre o que acontecerá.

Lucas lembrou, em entrevista à rádio Correio, que foram seis meses de diligências até chegar nesta 1ª fase da operação. “Existem muitas pessoas que ainda não foram alcançadas, não podemos dar detalhes para que a investigação siga e os encontre”, disse.

A Operação foi deflagrada com apoio do Ministério Público e prenderá envolvidos das cidades de João Pessoa, Bayeux, Cabedelo, Campina Grande e Cajazeiras. A investigação é sobre uma organização criminosa que pratica falsidade ideológica e manipulação de resultados no futebol paraibano.

Valdívia Costa do PB Debate

Veja também: Confira os alvos dos mandados de busca e apreensão da Operação Cartola

amei