Manifestantes desocupam triplex atribuído ao ex-presidente Lula

Imagem: reprodução

Os manifestantes do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) e da Frente Povo Sem Medo desocuparam no início da tarde desta segunda-feira (16) o triplex do Guarujá. O imóvel foi atribuído aos pertences do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) no processo que ele foi condenado por corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

 

A desocupação se deu após negociação com a Polícia Militar, com ameaça de prisão dos manifestantes. O grupo de cerca de 50 pessoas permaneceu no local durante cerca de 4 horas.

O coordenador nacional do MTST Guilherme Boulos, disse no Twitter que foi uma ação arbitrária, sem ordem judicial. “A polícia deu prazo para saída do MTST do triplex, sob pena de prisão de todos os ocupantes. O triplex foi desocupado, mas o recado ficou. É evidente que não tinham ordem: quem pediria a reintegração de posse?”, postou.

Segundo a PM, durante a invasão o portão do estacionamento foi quebrado e os manifestantes pularam as grades para conseguir entrar.Em razão dos danos causados ao edifício Solares, será registrado um boletim de ocorrência na Delegacia da cidade.

Fonte: Primeiras Notícias

Veja também: Líder do MST transmite agora pelo Facebook ocupação do tríplex atribuído a Lula no Guarujá