Líder do governo na AL pode revogação guarda criada por Ricardo Coutinho

herva

Uma semana após o governador da Paraíba, Ricardo Coutinho, publicar lei criando segurança especial para ex-governadores, circula informação de que deputado estadual Hervázio Bezerra (PSB) irá entrar com um projeto para tornar sem efeito a guarda criada por ele. O deputado não foi localizado até a edição desta matéria para confirmar ou desmentir a informação, que foi repassada por fonte confidencial e segura.

Antes de deixar o Governo do Estado, o governador Ricardo Coutinho (PSB) criou uma segurança particular através da lei 11.097. Ao todo, foram criados três cargos que serão ocupados por policiais militares, que serão escolhidos pelo ex-governador e que ficarão a sua disposição por quatro anos.

A lei foi publicado edição do dia 31 do Diário Oficial do Estado e é de autoria do Poder Executivo. Ela altera a lei já existente que criou a Fundação Casa de José Américo, de 1980.

A legislação estabelece o seguinte: Ficam criados um cargo de Assessor Temporário de Segurança e Apoio de ex-Governador, símbolo CDS-3, a ser ocupado por oficial de Polícia Militar, e dois cargos de Assistente Temporário de Segurança e Apoio de ex-Governador, símbolo CAD-3, a ser ocupado por praças da Polícia Militar, para fazer a segurança do ex-Governador, a partir do primeiro dia seguinte à conclusão ou interrupção do mandato, por tempo correspondente ao mesmo período de efetivo exercício, limitado à 4 anos.

Os cargos criados serão providos por indicação do ex-governador e terão vinculação direta ao Secretário Executivo Chefe da Casa Militar do Governador, podendo ser ocupados por policiais da ativa ou reserva remunerada. Perderá o direito ao benefício, conforme a lei, o ex-gestor que fixar residência fora do Estado da Paraíba. Já as despesas serão das dotações orçamentárias da Casa Militar do Governador.

amei