Funcionária pública é presa por falsificação de documentos públicos e exercício ilegal da profissão de advogada

WhatsApp Image 2018 07 17 at 17.14.49Imagem: documentos falsos / PC

Uma funcionária pública não identificada foi presa na manhã desta terça-feira (17) por policiais da Delegacia de Defraudações e Falsificações (DDF) de Campina Grande. Ela foi flagrada com diversos documentos públicos falsificados, dentre os quais escrituras públicas, formulários de atestado médico e diploma de curso superior em Direito.

Segundo o delegado Gerônimo Barreto Filho, a acusada será apresentada na audiência de custodia nesta quarta-feira (18) e a Justiça decidirá se ela deve ficar presa ou se vai ser liberada para responder ao flagrante. A mulher foi autuada no artigo 297/1, que trata de falsificação de documento público por funcionário público. O crime não é afiançável.

A Polícia Civil chegou à acusada através de uma investigação de documentos falsos. “Nós reunimos alguns indícios e fizemos uma busca no imóvel da acusada, no bairro do Santo Antônio. Encontramos outros documentos falsos e apreendemos arquivos no computador. A acusada era investigada por falsificação de registro civil”, declarou.

A acusada já foi funcionária de Cartórios, mas atualmente atuava irregularmente como advogada, sem possuir graduação em Direito ou mesmo registro na OAB. Inclusive foram apreendidos cartões de divulgação, contratos de honorários advocatícios e fichas de acompanhamento de processos em seu nome.

Redação PB Debate com Ascom PC

Veja também: Crianças sofrem mais acidentes no mês de julho durante férias