Ex-assessor de imprensa da PMCG é um dos presos acusados de de explodir carro-forte na Paraíba

Um dos presos durante operação da Polícia Militar, na tarde desta segunda-feira (06), em Lucena, litoral da Paraíba, suspeito de explosão a carro-forte, já foi detido em fevereiro, acusado de explodir, no começo do ano, um banco em um shopping de Campina Grande.

Romário Gomes Silveira, conhecido por Romário da Liberdade, é ex-servidor comissionado da prefeitura de Campina Grande, e foi demitido por conta da repercussão negativa diante da descoberta do envolvimento dele com o crime praticado no Shopping Partage.

Na tarde desta segunda-feira, Romário foi preso junto com outros suspeitos de participarem da explosão a um carro-forte pela manhã, em trecho da BR-230, no município de Pedras de Fogo. Eles foram localizados pela Polícia Militar durante a fuga, no município de Lucena, no Litoral Norte da Paraíba.

De acordo com informações da Polícia Militar, na fuga o pneu do veículo usado pelos bandidos baixou, fazendo com que eles trocassem de carro. Na ação, eles foram localizados através de um chip de rastreamento instalado no veículo da troca.

Da Redação com o Portal Paraíba 

Selecionamos para você