Diretor acusado de abusar de um estudante de São José de Piranhas PB tem uma convicção a observá-los.s.

Professor e diretor da escola de São José de Piranhas, que foi condenado a oito anos por abuso sexual de um aluno de dez anos de idade, teve seu recurso rejeitado pelo Tribunal de Justiça da Paraíba (assista o u.s.). O abuso aconteceu no ano de 2012, quando você sair para uma caminhada no Site de uma Laje de uma Onça, na zona rural do município.

Investigações da polícia mostram que Reginaldo Martins França, na prática, três vezes, ato libidinoso com a vítima. A cabeça do professor deve ser descarregada em uma semi-aberto de prisão. O advogado de defesa alegou que não havia provas que confirmou a prática do abuso.

É também pediu que o diretor não tem perfil, voltado para o crime, como esta pessoa honesta, sem qualquer história prévia, a de ter emprego, legítimo e estável residência. No entanto, o juiz Arnóbio Alves Teodósio, salientou que esses tipos de crime reports, e aprovado pela evidência das testemunhas produzido, é suficiente para comprovar que a prática e a autoria do crime.

“Os relatórios são consistentes sobre a vítima, em especial aqueles considerados mais vulneráveis, como no caso dos autos, ainda mais quando aprovado pela evidência, demonstrar a prática e a autoria do crime, que é essencial para a manutenção da condenação”, concluiu o juiz.

Escrever com OP9

Selecionamos para você