Comissão de Atenção às Vítimas de Violência do Hospital de Trauma é pioneira no Estado

HOSPITAL DE TRAUMA JOAO PESSOA1

Com o objetivo de proporcionar acolhimento, atendimento humanizado e multidisciplinar aos pacientes vítimas de violência, o Hospital Estadual de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena criou em 2017 a Comissão de Atenção às Vítimas de Violência, formada por uma equipe de multiprofissionais que tem como meta notificar as entradas oriundas de violência, bem como auxiliar no tratamento físico e psíquico. A ação é pioneira em hospitais de urgência e emergência do Estado da Paraíba.

O Hospital de Trauma é referência no Estado no atendimento às vítimas de violência. O gerente médico da unidade de saúde, Fagner Dantas, destacou a importância dos trabalhos desenvolvidos pela Comissão dentro da instituição. “A vítima não deve se calar. No primeiro momento, este paciente é acolhido pela equipe de enfermagem e médica da instituição recebendo todos os atendimentos necessários. Posteriormente, o paciente recebe acompanhamento psicológico e do nosso Serviço Social, que, após a confirmação da violência, acionam a rede de assistência tais como: delegacias especializadas, conselho tutelar, procuradoria do idoso para acompanhar as vítimas dentro e fora da unidade hospitalar”, explicou.

Para a presidente da Comissão, Neuma Ribeiro, o atendimento às vítimas é um pouco delicada e precisa da perspicácia dos profissionais de saúde. “O acolhimento é um dos elementos primordiais para a qualidade e a humanização da atenção às pessoas vítimas de violência. Os profissionais devem receber e escutar com respeito e solidariedade, buscando formas de compreender seus medos e ansiedades”, enfatizou.

Todos os atendimentos são norteados com os protocolos de atenção integral à saúde de pessoas em situação de violência, orientados pelas normas de proteção como: código do Idoso, da Criança e Adolescente e das Mulheres. Dentre os grupos mais vulneráveis à violência encontram-se as mulheres, crianças e idosos, que chegam à instituição vítimas de quedas, pancadas, agressões físicas, arma de fogo, arma branca, abuso sexual, entre outras.

Ações

No último dia 8 de março, a Comissão de Atenção à Vítima de Violência da instituição realizou um trabalho de mobilização com a equipe da unidade de saúde e com os  acompanhantes para um abraço simbólico em prol as vítimas de violência, Oficina Temática  de Atenção a Mulheres Vítimas de Violência.  Outra ação que está sendo elaborada pela equipe é o 1°Fórum de Atenção a Vítimas de Violência, que acontecerá no próximo dia 27 de março no auditório da Funad.

Da Redação com SECOM PB

amei