Coligação do PT arrecada R$ 500 mil no início de debate com Haddad

07ago2018   haddad negou ter qualquer problema com ciro gomes os dois sao adversarios na corrida presidencial 1533746383407 615x300

Falando sempre em nome do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva como cabeça de chapa, o candidato a vice na chapa petista, Fernando Haddad, declarou que uma das primeiras providências ao chegar ao Planalto será a criação de linhas de crédito com juros baixos para fazer a economia girar.

Ele destacou que Lula sempre disse a ele a seguinte frase: “Se você educar e der crédito, se faz uma revolução no país”.

“Lula tem esta cabeça. Para ele, não basta educar, tem que dar crédito. Sem isso não tem como fazer a riqueza girar. O crédito é o complemento da educação. Com isso, a pessoa abre um negócio, vai gerando emprego e fazendo a economia girar”, afirmou o ex-prefeito de São Paulo ao realizar uma “transmissão paralela” do debate da TV Band.

A presidente do PT, Gleisi Hoffman, uniu-se ao debate paralelo da campanha após ir ao estúdio da TV em São Paulo, onde se realiza o confronto entre os demais candidatos. Ela ressaltou que protestou em relação a ausência de Lula no confronto e foi bem recebida pelo candidato do PSol, Guilherme Boulos, que defendeu a participação de Lula no encontro de presidenciáveis

Durante a “transmissão paralela”, a campanha petista aproveitou para lançar uma vaquinha virtual de doações para a candidatura. Ao final do primeiro bloco, as doações já chegavam a R$ 500 mil.

Veja também: PT fará debate com Haddad paralelo ao dos candidatos à Presidência

Da cadeia, Lula manda dizer que ‘Haddad é minha voz e minhas pernas’

Lula vai à Justiça para participar de debate na Band na quinta (9)

Da Redação Paraíba Debate com Luciana Lima/Metrópoles