Assassino da família brasileira na Espanha conta como matou a tia e o tio, e pedir perdão durante o julgamento

Francisco Patrick Nogueira Gouveia, assassina confessa de tios e tias e primos em uma pequena, na cidade de Pioz na Espanha, conta a história de como ele matou sua própria família, no julgamento a partir de quarta-feira (24). “Eu sabia que eu queria fazer, mas não como isso ia acontecer”, disse o réu.

De acordo com a emissora de TV espanhola Antena 3, Patrick decidiu não responder às perguntas da acusação e do Ministério Público do espanhol e limitou-se a responder apenas se defender.

Patrick Nogueira é preso em Espanha desde outubro de 2016, quando entregue às autoridades espanholas e confessou ter matado o tio e tia e dois primos de 1 a 4 anos de idade, em uma cabine na pequena cidade de Pioz, em agosto de 2016.

Primeiro dia de julgamento de Patrick Nogueira, acusado de chacina de tios e primos, na Espanha — Foto: Reprodução/TV Cabo Branco

O julgamento do réu, que é de 21 anos de idade, terá lugar em Guadalajara, dois anos e cinco dias após a prisão dele, e até o dia 31 de outubro, a data para a leitura do veredicto. Mais de 30 pessoas foram ouvidas. A sessão de julgamento terá lugar na parte da manhã e na parte da tarde e, de acordo com o tio Patrício, Walfran Campos, será totalmente digital, sem uso de papel.

Patrick começou seu depoimento explicando que ele só iria responder a perguntas por seu advogado, Barbara Royo, e, de acordo com a agência AFP, pedindo perdão para sua família e para a família da esposa de seu tio para o crime, garantir que eu seria evitado. (G1)

Selecionamos para você