Aguinaldo Ribeiro disse que não houve boicote, mas escolha de Lucélio foi errada

aguina

O deputado federal reeleito Aguinaldo Ribeiro (PP) voltou a comparar a escolha da chapa encabeçada por Lucélio Cartaxo (PV) a uma ‘operação Tabajara’, por entender que foi feita de forma atabalhoada e sem discutir com os aliados, sobretudo o PP. O acordo foi feito em Brasília, entre PSDB e PV.

“O que eu chamei foi operação Tabajara. E reafirmo que foi mesmo. Eu disse, esse tipo de arrumação me lembra aquela operação Tabajara do Caceta e Planeta, aquela coisa mal feita, como de fato foi”. Mas ponderou que cada eleição em sua história e ressaltou que a estratégia do PP e do resultado, o seu partido acertou.

Aguinaldo negou os boatos de sabotagem ao candidato ao Senado Cássio Cunha Lima e atribuiu a especulações e intrigas. “Nós fizemos uma campanha limpa, totalmente propositiva”, afirmou, assegurando que votou na chapa fechada – Lucélio, Micheline, Daniella, Cássio.

Fonte: Click PB