Paraíba é o terceiro estado com menor ocupação de leitos, mas continua em zona de alerta crítico, segundo Fiocruz

0
75
Foto: Reprodução

A Paraíba aparece com 84% dos leitos de covid-19 ocupados no boletim mais recente da Fiocruz, divulgado em edição extraordinária nessa terça-feira (30). No boletim anterior, a ocupação era de 83%. O número é o terceiro mais baixo do país e o mais baixo entre as unidades da federação que estão em alerta crítico, mas ainda assim a Paraíba permanece na zona vermelha.

Apenas dois estados e suas respectivas capitais aparecem na zona de alerta intermediário de leitos de UTI Covid-19 para adultos – Amazonas, com 76%, e Roraima com 62%, segundo dados obtidos em 29 de março.

Dezessete estados e o Distrito Federal encontram-se com taxas de ocupação de leitos de Covid-19 para adultos superiores a 90%: no Norte, Rondônia (98%), Acre (97%), Amapá (100%) e Tocantins (97%); no Nordeste, Piauí (96%), Ceará (94%), Rio Grande do Norte (95%) e Pernambuco (97%); no Sudeste, Minas Gerais (94%), Espírito Santo (94%) e São Paulo (92%); no Sul, Paraná (93%), Santa Catarina (99%) e Rio Grande do Sul (95%); e no Centro Oeste, Mato Grosso do Sul (100%), Mato Grosso (97%), Goiás (94%) e Distrito Federal (97%).
Outros sete estados apresentam taxas de ocupação de leitos de UTI Covid-19 para adultos entre 84% e 89%: no Norte, Pará (85%); no Nordeste, Maranhão (88%), Paraíba (84%), Alagoas (86%), Sergipe (86%) e Bahia (86%); e no Sudeste, Rio de Janeiro (88%).

Para reverter o contexto atual, os pesquisadores reafirmam a necessidade de combinar medidas de contenção (lockdown) por cerca de 14 dias – tempo mínimo necessário para redução significativa das taxas de transmissão e número de casos (em torno de 40%) e redução das pressões sobre o sistema de saúde –, medidas de resposta para a adequação de oferta de leitos e a ampliação das ações de saúde da Atenção Primária em Saúde (APS), com abordagem territorial e comunitária.

Com ClickPB