Papa Francisco condena “violência sem sentido” após massacre na Flórida

Papa Francisco condena “violência sem sentido” após massacre na Flórida

Ataque a tiros em escola dos Estados Unidos deixou 17 mortos e 14 feridos.

O papa Francisco condenou “a violência sem sentido” e enviou
condolências às famílias das vítimas e aos feridos, após o massacre em
uma escola da Flórida que deixou ontem 17 mortos e 14 feridos, informou
nesta quinta-feira (15) a Santa Sé.

O papa enviou um telegrama ao
arcebispo de Miami, Thomas Gerard Wenski, como é habitual nesses casos,
assinado pelo secretário de Estado vaticano, o cardeal Pietro Parolin.

Na
mensagem, Francisco transmitiu sua “proximidade espiritual” a todos “os
afetados por este devastador ataque” e rezou pelo “descanso eterno das
vítimas e a cura e o consolo para os feridos”.

“Com
a esperança que tais atos de violência sem sentido possam cessar, o
papa Francisco invoca para todos vocês as bênçãos divinas de paz e
força”, concluiu.

Dezessete pessoas morreram ontem na Flórida em
um tiroteio ocorrido em uma das escolas de Parkland, no 18º incidente
mortal deste tipo nos EUA neste ano.

O suspeito de cometer os homicídios é o ex-aluno Nikolas Cruz, detido após o ataque.

Segundo
fontes oficiais, Cruz, de 19 anos, executou o massacre armado com um
rifle semiautomático e vários carregadores com munição.