PADRE BÊBADO: família de agricultor morto em acidente denuncia que Diocese bloqueou parentes que cobravam justiça na internet em Esperança/PB

0
72
Enlutada, a família do agricultor morto após imprudência clama por justiça (foto: redes sociais)

Uma semana após o acidente que acabou tirando a vida do agricultor Vandecir Ataíde Cavalcante, que segundo à polícia foi provocado por um padre que conduzia seu carro após ingerir bebidas alcoólicas, a família resolveu quebrar o silêncio e falou com exclusividade com o Blog do Márcio Rangel.

O padre José Assis Pereira confessou em depoimento na Central de Polícia de Campina Grande que teria bebido durante todo o domingo numa granja da região (foto: redes sociais)

No relato dos filhos e da esposa da vítima, é possível sentir a revolta.

O religioso, identificado como Padre José Assis Pereira, chegou a ser preso em flagrante, mas menos de 24 horas depois conseguiu uma liminar que lhe garante responder pelo processo liberdade.

Angustiada, a esposa de Vandecir disse que toda sua família, formada por 7 filhos, era sustentada com o salário que ele recebia e que hoje, ela está completamente abalada e sem palavras para definir o sentimento de dor pela a perda do companheiro.

“Já imaginou se fosse ao contrário?” essa é a argumentação que os filhos de Vandecir fazem, pois segundo eles, a Diocese de Campina Grande não prestou o apoio devido, como também a instituição os bloqueou das redes sociais, evitando assim comentários ou desabafos da família.

O agricultor Vandecir Ataíde Cavalcante morreu ainda no local do acidente (foto: redes sociais)

Além de Vandecir – que acabou falecendo no acidente – a segunda vítima, o operário Adailton Batista teve fratura exposta e continua internado.

Até agora, a Diocese de Campina Grande ainda não se posicionou oficialmente sobre os fatos e ainda não definiu o futuro do Padre Assis – atual pároco da Paróquia Sagrado Coração de Jesus – instalada no bairro Catolé em Campina Grande.

Por sua vez, a paróquia emitiu uma nota em que trata o fato como “fatalidade” e diz que o padre está sendo vítimas de criações sensacionalistas da imprensa:

VEJA NOTA assinada pelo vigário Edjamir Silva Souza:

Nota emitida pela Paróquia Sagrado Coração de Jesus, no bairro do Catolé, sobre o caso (foto: divulgação)

Veja relato da família da vítima:

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por Blog do Márcio Rangel (@blogdomarciorangel)

Um dia após o acidente, o inspetor da Polícia Rodoviária Federal, Victor Sales, relatou que o veículo dirigido pelo padre invadiu a faixa contrária da rodovia e bateu em dois homens que trafegavam no sentido contrário em uma moto. Ainda de acordo com o inspetor, o religioso apresentava claros sinais de embriaguez, entretanto, se negou a realizar o teste do bafômetro.

Veja fala do oficial da PRF:

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por Blog do Márcio Rangel (@blogdomarciorangel)