Operação Proteção fiscaliza academias na quarta etapa do Plano de Flexibilização

0
63

Com a reabertura das academias na Capital, que faz parte da quarta etapa do Plano de Flexibilização da Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP), equipes do Procon-JP e da Secretaria de Segurança Urbana e Cidadania (Semusb) realizaram, durante toda esta segunda-feira (27), uma fiscalização nesses locais. O principal intuito da Operação Proteção é garantir a segurança sanitária das pessoas que farão uso dos estabelecimentos, fiscalizando e orientando para que as empresas cumpram os protocolos.

Durante o turno da manhã, as equipes notificaram algumas academias pela falta de demarcação das máquinas, irregularidades a respeito dos bebedouros, distanciamentos das esteiras e cadeiras na recepção. Ao todo, onze academias localizadas nos bairros de Cabo Branco, Manaíra, Bessa, Mangabeira e Altiplano receberam a fiscalização nesse primeiro dia de retorno das atividades.

Para a secretária do Procon-JP, Maristela Viana, a ação é de fundamental importância para garantir a segurança dos que buscam as academias nesta reabertura e também para os profissionais que estão atuando nesses locais. “Estamos intensificando a fiscalização para que as academias cumpram as medidas de segurança para impedir a propagação do Coronavírus e que os alunos possam fazer suas atividades físicas com segurança”, disse.

Estão sendo analisados pelos fiscais os seguintes itens: o limite de 50% da capacidade de alunos; atendimento individual e por agendamento; não realização de aulas coletivas; uso obrigatório de máscaras por todos os funcionários e alunos; distanciamento mínimo de 1,5 metros entre as pessoas; distanciamento de aparelho, equipamentos e máquinas de, no mínimo, 1,5 metro; disponibilidade de álcool em gel; limpeza permanente dos aparelhos depois do uso para o próximo aluno; e proibição do uso de bebedouro.

Mercados públicos – Ainda dentro da Operação Proteção, foi coordenado pela Defesa Civil da PMJP uma higienização no Mercado da Torre visando oferecer mais segurança na reabertura dos restaurantes que funcionam no local. “Estamos dando prioridade aos mercados públicos que têm praça de alimentação para que a higienização possa dar mais segurança, evitando que o vírus se propague nesses locais”, disse o coordenador da Defesa Civil, Noé Estrela.

Força-tarefa – Esse trabalho de fiscalização é realizado pelas secretarias de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon-JP), Meio Ambiente (Semam) e Segurança Urbana e Cidadania (Semusb), além da Vigilância Sanitária e da Defesa Civil. As ações acontecem de maneira conjunta e cada pasta analisa aquilo que é de sua competência, fazendo valer o decreto n° 9.537/2020, publicado em edição especial do semanário do dia 24 de julho.