Operação Previna-se fiscaliza mais de 100 estabelecimentos no final de semana e dois são interditados

0
84

A gravidade das consequências da pandemia parece não assustar parte da população de João Pessoa. A cidade está classificada na bandeira laranja, conta com diversas medidas restritivas previstas no Decreto Municipal, mas estabelecimentos como bares e lanchonetes seguem aglomerando, ignorando os cuidados básicos de prevenção ao contágio e disseminação da Covid-19.

Neste final de semana, por exemplo, a Operação Previna-se fiscalizou mais de 100 estabelecimentos. Desses, cerca de 80 receberam orientações educativas sobre as medidas preventivas estabelecidas no último decreto municipal, válido até 2 de junho, e 18 foram notificados, 3 autuados e 2 interditados.

Segundo Renata Albuquerque, da Gerência da Vigilância Sanitária de João Pessoa, os dois estabelecimentos interditados são localizados nos bairros de Tambaú e Aeroclube. “As razões são recorrentes, como descumprimento do decreto nos itens aglomeração, falta do uso do álcool em gel e dança no estabelecimento”, explicou.

Já as equipes do Procon-JP, que também fazem parte da força-tarefa da operação, fiscalizaram em torno de 20 estabelecimentos, onde foram notificados 3 e autuados outros 3. As autuações, que ocorreram nos bairros de Cabo Branco, Manaíra e Torre, foram em virtude de funcionamento fora do horário permitido, capacidade de clientes acima do permitido e falta de distanciamento entre as mesas.

Operação – As ações da ‘Previna-se’ foram iniciadas no mês de fevereiro com o objetivo de garantir o cumprimento das medidas restritivas previstas nos Decretos Municipal e Estadual para conter a disseminação da Covid-19. As equipes realizam inspeções todos os dias, nos três turnos, em locais como bares, restaurantes, quiosques, academias, lojas, igrejas e outros mais que possam gerar aglomerações. A ação é conjunta e conta, ainda, com o apoio da Guarda Civil Metropolitana e Secretaria de Desenvolvimento Urbano (Sedurb), além de órgãos de fiscalização estadual como Polícia Militar e Corpo de Bombeiros.