Novo decreto de Patos/PB, libera funcionamento de bares e restaurantes até meia noite

0
62
Foto: Reprodução

O novo decreto com medidas restritivas contra a Covid-19 em Patos, no Sertão da Paraíba, flexibiliza ainda mais o horário e funcionamento de bares e restaurantes, estendendo até meia noite. As novas regras entraram em vigor a partir de sábado (17), na capital e terão validade até o dia 31 de julho. Veja como fica o funcionamento das atividades:

Bares e restaurantes

Os bares, restaurantes, lanchonetes, lojas de conveniência e estabelecimentos similares podem funcionar com atendimento presencial das 6h às 00h, com ocupação de 50% da capacidade do local, com quantidade máxima de dez pessoas por mesa, mas cumprindo o distanciamento de 1,5m entre as mesas.

Você já imaginou acertar 14 pontos com apenas 14 JOGOS na Lotofácil ?

Uma plataforma completa com inteligência artificial Que te GARANTE 14 e até 15 Pontos com apenas 14 Bilhetes.
Hoje você poderá se tornar um apostador PROFISSIONAL!

COMPRAR AGORA

ESTA OFERTA PODE SAIR DO AR A QUALQUER MOMENTO, APROVEITE!

Antes e depois do horário estabelecido, a comercialização de qualquer produto para consumo no próprio estabelecimento está proibida, mas poderá funcionar por meio de delivery ou para retirada pelos próprios clientes.

Estes horários de funcionamento não se aplicam a restaurantes, lanchonetes e estabelecimentos similares que funcionem no interior de rodoviárias e postos de combustíveis localizados nas rodovias, sendo vedada a comercialização de bebidas alcoólicas após meia noite.

Fica proibido nos bares, restaurantes, áreas de lazer, clubes e similares, a apresentação de shows artísticos, apresentações musicais, transmissão de shows e transmissão de atividades esportivas.

Missas e cultos

As missas, cultos e qualquer cerimônia religiosa presencial só poderão ocorrer com ocupação de 50% da capacidade do local.

Serviços e comércio

Os estabelecimentos do setor de serviços e comércio poderão funcionar até dez horas contínuas por dia, sem aglomeração de pessoas nas suas dependências.

Os shoppings também poderão funcionar das 10h às 22h, com exceção dos shoppings e centros comerciais localizados no Centro da cidade, que poderão funcionar até às 18h. As praças de alimentação desses locais só poderão funcionar com 50% da capacidade do local.

O que pode funcionar

  • Salões de beleza, barbearias e demais estabelecimentos de serviços pessoais, atendendo
    exclusivamente por agendamento prévio e sem aglomeração de pessoas nas suas dependências, observando todas as normas de distanciamento social;
  • Academias, com 50% da capacidade, por agendamento, estando vedada as aulas coletivas, podendo funcionar até de 05:00 até às 23:00h;
  • Escolinhas de esporte, amador e profissional;
  • Instalações de acolhimento de crianças, como creches e similares;
  • Hotéis, pousadas e similares;
  • Clubes e áreas de lazer com 50% da sua capacidade;
  • Call centers;
  • Indústria;
  • Cinemas e circos com 50% da sua capacidade máxima, até meia noite;
  • Construção civil, das 06h30 às 17h, sem aglomeração em suas dependências;
  • Realização de missas, cultos e quaisquer cerimônias religiosas presenciais poderão ocorrer com ocupação de 50% da capacidade do local;

Educação

  • Fica mantida a suspensão do retorno das aulas presenciais nas escolas das redes públicas municipais, em todo território municipal, devendo manter o ensino remoto;
  • As escolas e instituições privadas dos ensinos superior e médio funcionarão, exclusivamente, através do sistema remoto;
  • As aulas práticas dos cursos superiores; cursos livres e técnicos relativos à área de saúde; e, de autoescolas poderão ser realizadas presencialmente;
  • As escolas e instituições privadas dos ensinos infantil e fundamental poderão funcionar através do sistema híbrido, e poderão realizar atividades presenciais para os alunos com transtorno do espectro autista (TEA) e pessoas com deficiência.

O que está proibido

  • Funcionamento de museus, área de lazer, centros de convenções, salas de espetáculos, congressos, seminários, conferências, shows e feiras comerciais;
  • Comercialização, venda, distribuição e consumo de bebida alcoólica nos mercado públicos municipais (Juvino Lilioso e Darcílio Wanderley), enquanto durar a situação de pandemia.

Com G1/PB