Nominando destaca seriedade de José Mariz que será sepultado hoje

Inúmeras autoridades e figuras de destaque na sociedade paraibana manifestaram pesar pela morte do ex-conselheiro do Tribunal de Contas do Estado, José Marques Mariz, aos 78 anos, no início da tarde de ontem, em sua residência em Manaíra, João Pessoa, em decorrência de uma parada cardíaca. O sepultamento do irmão do ex-governador Antônio Marques da Silva Mariz acontecerá às 16h de hoje no cemitério Parque das Acácias, na capital paraibana. Devido à morte de José Mariz, o TCE decretou luto oficial por cinco dias e a sessão plenária marcada para hoje, às 9h, será declaratória. O conselheiro Nominando Diniz afirmou que José Mariz se destacou em todos os cargos que exerceu na vida pública, com inteligência, espírito público, honestidade e competência.

Fábio Nogueira, também conselheiro, observou que José Mariz dignificou todos os inúmeros cargos públicos que ocupou durante a sua trajetória. “Tive a felicidade de desfrutar da sua amizade, testemunhar o seu amplo conhecimento sobre a administração pública e elevado espírito republicano. Perdi um grande amigo de quem guardo as melhores lembranças”, adiantou. O atual presidente do Tribunal de Contas, André Carlo Torres, através de portaria, determinou que a bandeira do TCE-PB seja hasteada a meio mastro. José Mariz foi conselheiro do TCE de 1995 a 2010, quando se aposentou. Em 2004, ele foi empossado presidente do órgão. Engenheiro, teve atuação na Chesf, na Celb, em Pernambuco, na Saelpa-PB (hoje Energisa) e foi secretário de Planejamento do governo da Paraíba.

O conselheiro Fernando Catão assim se expressou: “Perdi um companheiro de profissão e um amigo exemplar para todos. Nós e a Paraíba perdemos um grande homem que sempre se comportou de forma exemplar e com muita dignidade em todos os cargos que exerceu”. Seguindo o sistema que foi pactuado no âmbito do Tribunal de Contas da Paraíba, quem deverá ser eleito para presidir o TCE em fevereiro será o conselheiro Arnóbio Viana. Como vice-presidente, será escolhido Nominando Diniz e Fábio Nogueira deve ser reconduzido ao cargo de corregedor. Já o atual presidente André Carlo Torres deverá ser o futuro Ouvidor, Fernando Catão o futuro dirigente da Escola de Contas Conselheiro Octacílio Silveira e os conselheiros Marcos Costa e Arthur Cunha Lima designados para presidir, respectivamente, a primeira e a segunda Câmaras do Tribunal de Contas da Paraíba.

 

Deixe uma resposta