Negativados há 5 anos voltam a ficar com o nome limpo no SPC ou Serasa?

0
108

Para o cidadão que está com o nome negativado, se ver livre das restrições impostas pelos órgãos de proteção ao crédito SPC e Serasa é algo muito desejado. Ter o nome incluído nesses birôs inibem o acesso à opções financeiras básicas, como cartão de crédito, empréstimo, financiamento, etc.

Porém, existe a crença popular de que após o prazo de 5 anos, contas negativadas acabam prescrevendo e o CPF do devedor é excluído da lista dos órgãos de proteção, longe da sombra da inadimplência. Mas será isso verdade? A resposta é sim e te explicamos o porquê abaixo.

Nome sujo depois de 5 anos no SPC e Serasa

As empresas têm o prazo de até 5 anos para cobrar uma dívida. Assim que esse tempo termina, o credor não pode mais solicitar a negativação do nome do cliente em órgãos de proteção ao crédito. Sendo assim, todas as restrições até então estabelecidas acabam sendo retiradas.

Porém, isso não significa que a dívida deixou de existir. Ela continua ali. Os juros seguem sendo taxados e o banco pode continuar cobrando o devedor pelo resto da vida. O que muda de fato com o passar dos 5 anos é ter de volta o nome limpo e, consequentemente, mais chances de conseguir crédito no mercado.

Mesmo parecendo ser uma boa opção, passar cinco anos negativado pode trazer dores de cabeça. Isso porque a fase também pode envolver um período de perdas, incluindo bens móveis e imóveis. O processo é comum quando o credor ganha uma ação na Justiça para receber o valor devido.

Passaram se cinco anos, mas a restrição permanece: O que fazer?

Caso tenham se passado 5 anos desde à inclusão do nome no SPC e Serasa, mas mesmo assim o CPF do consumidor permanece na lista de restrições, é possível solicitar uma compensação monetária indenizatória. A lei explica que a negativação pode gerar uma série de prejuízos ao consumidor.

Por este motivo, é necessário que os cidadãos acompanhem constantemente a situação  dos seus CPFs. Apesar de ter o nome restrito, existem direitos que devem ser cumpridos, independentemente do caso de inadimplência.

Além disso, caso a cobrança feita pelo credor chegue a causar incômodo ao devedor, existe a possibilidade registrar uma queixa sobre o constrangimento de como as abordagens são feitas de maneira ininterruptas.

Por tudo isso, o interessante é, sem dúvida, pagar a dívida. O Serasa e o SPC, assim como as empresas, oferecem regularmente acordos de quitação de dívidas, boa parte com descontos. O Feirão Serasa Limpa Nome, por exemplo, faz parte da lista de ações que possibilitam quitar débitos vencidos pagando menos.

Leia ainda: Mais crédito: Correspondente Itaú libera empréstimo sem consulta ao SPC/Serasa