MPPB encargos adolescente para o assassinato depois de matar o pai para defender a mãe

O Ministério Público da Paraíba (MPPB) acusou o adolescente que matou seu pai com golpes de facão e uma marreta para assassinato, aquele que tem a intenção de matar. O caso aconteceu na última terça-feira (4), no bairro de Paratibe, em João Pessoa. O adolescente confessou que matou o seu pai para defender a mãe das agressões que sofreram por algum tempo.

A representação do MPPB foi recebida pelo Juiz Antonieta Maroja na quinta-feira (6). De acordo com o juiz, a qualificação oferecida pelo Ministério público foi de homicídio simples. No entanto, ela esclareceu que a classificação final só pode ser dada com o acórdão, depois de analisar as provas e dar a sentença.

A partir de quinta-feira, 16 anos, está internado em um centro socieducativo. Segundo o juiz, ela se candidatou a um internamento temporário, que dura um período máximo de 45 dias. O processo de ensaio deve ser feito no mesmo prazo.

Em João Pessoa adolescente mata pai para defender mãe que estava sendo agredida

Entenda o caso

De acordo com a perícia, o adolescente disse que o pai chegou em casa bêbado e começou a bater na esposa e discutir com ela. Em seguida, o adolescente levou o pai de perto da mãe, e levou-o para o quarto.

Em seguida, o rapaz foi para outro quarto, quando ouviu novamente o pai discutir com a mãe. A partir do momento em que ele percebeu o assalto, ele pegou o facão e uma marreta e bateu em seu pai, que morreu no local.

O homem abusou da esposa e filhos

O homem assassinado em João Pessoa abusou dela também dois filhos, como informado pelo promotor da Infância e da Juventude, Ivete Arruda, em uma entrevista. De acordo com o promotor, o adolescente de 16 anos confessou que matou o pai durante um testemunho informal, realizada no Ministério Público do estado da Paraíba. Sua mãe e irmão mais velho, que foram entrevistados, confirmou o testemunho do rapaz.

Da Redação com G1 Paraíba

Selecionamos para você