MPF instaura inquérito para apurar responsabilidades por falha nas comportas do Açude São Gonçalo, em Sousa/PB

0
80
Foto: Reprodução

O Ministério Público Federal (MPF) na Paraíba instaurou um inquérito civil para apurar as responsabilidades pela falha no sistema de comportas do Açude São Gonçalo, em Sousa, no Sertão paraibano, que gerou vazamento de cerca de 7 milhões m³ de água. A decisão consta na Portaria nº 16, de 28 de julho de 2021, publicado em Diário eletrônico, conforme apurou o portal.

A Portaria foi assinada pelo procurador da República, Anderson Danillo Pereira Lima. “Autue-se inquérito civil, com base nas razões e fundamentos expressos na presente portaria, para a regular e formal coleta de elementos destinados a auxiliar a formação de convicção ministerial acerca dos fatos, cujo objeto visa a apuração da responsabilidade por eventuais ilícitos cometidos no incidente da falha no sistema de comportas do Açude São Gonçalo em Sousa/PB, ocorrido no dia 17/07/2021, autuando-a e procedendo ao registro da presente instauração na capa dos autos e no sistema informatizado de cadastro (Único) desta Procuradoria da República.”

Você já imaginou acertar 14 pontos com apenas 14 JOGOS na Lotofácil ?

Uma plataforma completa com inteligência artificial Que te GARANTE 14 e até 15 Pontos com apenas 14 Bilhetes.
Hoje você poderá se tornar um apostador PROFISSIONAL!

COMPRAR AGORA

ESTA OFERTA PODE SAIR DO AR A QUALQUER MOMENTO, APROVEITE!

O vazamento durou três dias na tubulação pela qual o Açude São Gonçalo receberá as águas da transposição do Rio São Francisco. O Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (Dnocs) informou que o vazamento ocorreu no momento do rompimento de uma borracha da tubulação durante um dos testes de automação para regular uma válvula no local. Equipes de outros estados vieram para resolver o problema e amenizar a perda de água. O vazamento foi estancado.

Foto: Reprodução

Com ClickPB