Morre, aos 93 anos, o padre Marcos Augusto Trindade, um dos fundadores do Unipê

0
69

Morreu, na noite desse domingo (12), aos 93 anos, o padre Marcos Augusto Trindade, ex-reitor e um dos fundadores do Centro Universitário de João Pessoa (Unipê). Ele morava em Cabedelo, na Grande João Pessoa, e há alguns anos sofria de problemas respiratórios e depressão.

Padre Marcos foi velado e sepultado na manhã desta segunda (13), quando também ocorreu uma missa de corpo presente. Os ritos foram restritos a familiares e amigos próximos, em razão da pandemia do novo coronavírus.

Você já imaginou acertar 14 pontos com apenas 14 JOGOS na Lotofácil ?

Uma plataforma completa com inteligência artificial Que te GARANTE 14 e até 15 Pontos com apenas 14 Bilhetes.
Hoje você poderá se tornar um apostador PROFISSIONAL!

COMPRAR AGORA

ESTA OFERTA PODE SAIR DO AR A QUALQUER MOMENTO, APROVEITE!

Marcos Augusto Trindade decidiu ser padre aos 11 anos. Iniciou os estudos eclesiásticos na Década de 40, no complexo barroco colonial, atualmente chamado de Igreja de São Francisco. Cursou Teologia em Roma e ordenou-se padre na Igreja de São João Latrão.

O sacerdote retornou ao Brasil em 1952 e passou a ser educador no seminário. Foi o início de uma história dedicada ao magistério. Marcos Augusto Trindade evoluiu aos cargos de diretor espiritual, vice-reitor e reitor. Depois, assumiu a direção arquidiocesana da Juventude Estudantil Católica.

Marcos Augusto Trindade tinha a intenção de fundar uma Universidade Católica na Paraíba, mas do sonho acabou surgindo o Instituto Paraibano de Educação (Ipê), em 1971, que passaria a se chamar Unipê em 1997.

O padre também foi diretor do Colégio Pio XII por 24 anos, membro do Conselho Estadual de Educação e presidente da Associação de Educadores Católica.

Portal Correio