‘Eu quero você e só você’: as Imagens mostram ameaça o proprietário da loja contra a mulher e teria ‘nus’ vazamento, se você não fizer sexo com ele

imagem24-10-2018-19-10-44

A vítima foi chantageado depois de ligar o telefone celular no local. Um homem foi preso no ato dentro do motel, mas liberado após a audiência de custódia.

Imgens mostram conversa entre dono de loja e cliente chantageada na Bahia — Foto: Arquivo Pessoal

Imagens do telefone móvel da mulher que foi chantageado pelo proprietário de loja de telefonia, na cidade de Feira de Santana, a cerca de 100 km de Salvador, mostrando as ameaças do empresário contra a vítima.

De acordo com a Civil, a Polícia, o homem, identificado como Fernando Alves de Sousa Coelho, de 34 anos, está tentando forçar um cliente para ter sexo com ele usando fotos íntimas da vítima para fazer chantagem.

Fernando chegou a ser preso no ato, mas foi liberado pela Justiça após a audiência de custódia na quarta-feira (24).

Nas imagens, que mostra a conversa entre os dois, o suspeito se recusou a ceder às exigências do cliente e, em seguida, inclinando-se sobre a mulher.

“Melhor você ficar na sua. Muito falar demais”, disse um trecho da ameaça. “Eu quero e só. Eu vou e você sabe disso”, observou a outra parte.

O tempo todo, a vítima relatou o medo de ter as fotos liberadas.

“Eu espero que você não faça nenhuma besteira. Você não precisa postar alguma coisa no grupo, porque eu vou sair com você, porque você me chantageando para ter sexo com você”

O empreendedor tem acesso a “nus”, sobre a volta da mulher que troca de celular na loja. O suspeito contactado a vítima através do WhatsApp, falar sobre as imagens, e começou ameaçando revelar as imagens em redes sociais, se a mulher não fez o que ele quer.

Empresário é suspeito de chantagear cliente em troca de sexo — Foto: Reprodução/Redes Sociais

A empresa é suspeita de chantagear o cliente em troca de sexo Foto: Reprodução/Redes Sociais

De acordo com a polícia, a troca de telefones móveis está a acontecer no dia 13 de outubro, e a chantagem começou dois dias depois. As discussões entre a vítima e o suspeito durou cerca de uma semana. Foi o período em que ela tentou convencê-lo a se livrar das fotos, sem sucesso.

“Em primeiro lugar, ele chamou-me para sair: ‘Vamos sair’. E eu disse, ‘eu não vou sair com você, porque você é o amor’. Em seguida, ele: “largue de besteira, eu sei de um monte de coisa’. Então eu disse, ‘Provar’. E ele começou a me enviar a imagem, ele começou a ter a conversa do WhatsApp, vídeos, minhas com meus amigos. Lá, ele começa com as ameaças: ‘Se você ficar comigo, ele deixou o grupo'”, disse a vítima, que é mãe de um adolescente de 15 anos.

Como eles não poderiam, de acordo com o suspeito, a mulher aceita ir a um motel com ele. No motel, o homem está tentando violar o cliente, que acionou a polícia. O empresário foi preso em flagrante.

O telefone celular do suspeito com as conversas ameançando a vítima já está com a polícia. O deputado que investiga o caso, Edileuza Suely Cardoso Ramos, titular da Estação de polícia de assistência Especial à Mulher (Deam), disse que ele confessou o crime e dizer desculpa. Ele foi reservada para o estupro por ameaça.

“Ele alega que foi deliberadamente olhando para os dados. Só quando ele estava a mudar a senha no novo Iphone comprado na loja, que imediatamente faz cópia de segurança para o computador. Então, quando ele, como no computador, e de posse de tais dados, começa a chantagear as vítimas”, disse o executivo.

Vítima foi obrigada a ir para motel com suspeito — Foto: Arquivo PessoalVítima foi obrigada a ir para motel com suspeito — Foto: Arquivo Pessoal

A vítima foi obrigada a ir para um motel com o suspeito — Foto: Arquivo Pessoal

Imegans mostram negociação entre vítima e suspeito de chantagem na Bahia — Foto: Arquivo PessoalImegans mostram negociação entre vítima e suspeito de chantagem na Bahia — Foto: Arquivo Pessoal

As imagens mostram a negociação entre a vítima e o suspeito de chantagear no estado da Bahia — Foto: Arquivo Pessoal

Fonte: g1.globo.com

VEJA TAMBÉM:

Uma menina que matou o pai e a estuprou como uma criança, durante os anos em dizer, “eu posso ser preso, mas eu estou feliz da vida”