A Resposta do concursado Lula: “eu estudo, eu não roubar o dinheiro do estado”

“Desde que ele me falou, concursado, eu sinto que a resposta correta:

O senhor Ex-presidente, por mais de um ladrão que, eu era concursado, com muito orgulho!

Para chegar lá, estudei, me dediquei, fiz um teste de estanqueidade na competição com o maior índice de candidato/vaga nesse ano.

Resultado de imagem para Lula critica concursados

Após isso, passei 3 anos para um período de avaliação, em seguida, definitivamente, eu faço o trabalho. Na minha experiência, não havia nenhum ponto em me mentindo, ou tentando excluir meu concorrente. Tente evitar o aplicador para o teste com as promessas da política social do mundo livre adiantariam. Aponte para um colega ao lado para que eu fizesse o teste e dizendo que ele mentiu em respostas, e ela iria acabar com o bolsa família, se ele vai ser aprovado, não haveria de servir.

Eu não tenho uso do dinheiro está sendo desviado de qualquer empresa estatal para pagar uma taxa de inscrição para o concurso que eu estou fazendo. O salário que recebo não me permitem comprar sites ou triplex. Eu não tenho imunidade parlamentar, eu não tenho a habitação, ou jaqueta. Eu não sou financiados por empresas privadas e bancos.

Para ser politicamente muito fácil. Omitido estudo (ver o senhor). A omissão de um atestado de bons antecedentes (ver o senhor). A omissão do comportamento dos não-falha no exercício da função (veja o senhor). Para ser eleito, é uma mentira bem contada, projetos que enganam o povo, uma barba bem feita e comercialização do primeiro (veja o senhor).

Acusações, falsas ou não, contra o candidato opositor também é válido. Há, de 4 em 4 anos, está indo para na rua para pedir um voto, ferramentas para trabalhar superfaturadas, desvios de verbas e patrocínios de homens de negócios e banqueiros, que dar dinheiro, sem qualquer interesse.

Pão e circo, o trabalho desde a Grécia antiga, há mais tempo que ele vai falhar!

E ele vai chegar ao fim, lançando um desafio para o senhor. Nada de complicado, nada de difícil, eu tenho ele, o próprio senhor julga ser fácil:

PASSAR EM CONCURSO!

(Autor desconhecido)