A Total E&P do Brasil informou nesta sexta-feira (23) que concluiu nos dias 20 e 21 de março os primeiros carregamentos de petróleo das suas principais operações no País, provenientes dos campos de Lapa e Melro, ambos no pré-sal da bacia de Santos. Ao todo foram 940 mil barris de petróleo, sendo 690 mil de Lapa e 250 mil de Melro, que marcam o início da geração de caixa no País, informou a empresa em nota.

O consórcio de Lapa é operado pela Total (35%), em parceria com a Shell (30%), Repsol Sinopec (25%) e Petrobras (10%), enquanto o consórcio de Libra é liderado pela Petrobras (40%), em parceria com a Total (20%), Shell (20%), CNOOC Limited (10%) e CNPC (10%), tendo a Pré-Sal Petróleo S.A. (PPSA) como gestora do contrato de partilha da produção.

A Total assumiu em janeiro deste ano a operação de Lapa, tornando-se a primeira empresa internacional a operar um campo em produção no pré-sal brasileiro.

“A conclusão das operações é um importante passo para a Total no Brasil, pois marca o início da geração de caixa dos ativos. A produção de petróleo no Brasil passa a contribuir de forma significativa para o crescimento de longo prazo da produção do Grupo Total”, afirmou a empresa.

Segundo a Total, o Brasil é uma região chave para a estratégia global de crescimento do grupo. A empresa está no Brasil há mais de 40 anos e tem subsidiárias nos setores de Exploração & Produção, Marketing & Serviços, Refino & Químicos e Gas, Renewables & Power. No Brasil, a Total tem 3 mil funcionários, cerca de 3% do empregados da companhia no mundo.

Fonte: Estadão Conteúdo

amei