Ministério da Saúde: Compra de 46 milhões de doses da vacina chinesa só acontecerá após aprovação e registro na Anvisa

0
60

Além das vacinas já adquiridas previamente (AtraZeneca e Covax), o Governo Federal assinou nesta terça-feira (20), protocolo de intenções para a compra de 46 milhões de doses da vacina chinesa, após negociações com o Instituto Butantan, ligado ao governo Doria. A informação é do Ministério da Saúde.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Pazuello anuncia compra de 46 milhões de doses da vacina chinesa e diz que imunização começa no 1º semestre de 2021

De acordo com o Ministério da Saúde, para tanto, será editada uma nova Medida Provisória para disponibilizar crédito orçamentário de R$ 1,9 bilhão. O Ministério de Pazuello já havia anunciado, também, o investimento de R$80 milhões para ampliação da estrutura do Butantan – o que auxiliará na produção da vacina chinesa.

O processo de aquisição terá continuidade após aprovação e registro do imunobiológico junto à Anvisa – conforme prevê o artigo 12 da Lei nº 6.360, de 23 de setembro de 1976.

Segundo o Ministério da Saúde, no documento enviado ao Instituto Butantan, Pazuello também solicitou todos os documentos comprobatórios dos ensaios clínicos já realizados e daqueles em andamento referentes à Vacina Butantan-Sinovac.

O Ministério da Saúde ainda acompanha mais de 200 estudos referentes à produção das vacinas contra a Covid-19 e não descarta novas aquisições, caso seja avaliado que há esta necessidade. A prioridade da pasta é entregar à população brasileira, no menor tempo possível, uma solução segura e eficaz para a doença e não poupará esforços para tanto.

*Mais informações no site do Ministério da Saúde: https://www.gov.br/saude/pt-br/assuntos/noticias/brasil-negocia-aquisicao-de-46-milhoes-de-doses-contra-a-covid-19-com-instituto-butantan

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE