Microsoft Edge torna mais fácil partilhas páginas web entre dispositivos

0
103

A Microsoft vem dando pistas daquilo que vai ser o Edge quando for apresentado ao público, e este inclui um recurso útil para quem usa o navegador em vários dispositivos.

Mediante a partilha de guias, o usuário tem a possibilidade de começar a ler uma página da web no seu computador e enviá-la para seu laptop ou smartphone. Após um teste inicial do recurso em abril, ele agora está disponível em alguns dispositivos Windows e macOS, conforme apontado pelo Windows Latest.

Você já imaginou acertar 14 pontos com apenas 14 JOGOS na Lotofácil ?

Uma plataforma completa com inteligência artificial Que te GARANTE 14 e até 15 Pontos com apenas 14 Bilhetes.
Hoje você poderá se tornar um apostador PROFISSIONAL!

COMPRAR AGORA

ESTA OFERTA PODE SAIR DO AR A QUALQUER MOMENTO, APROVEITE!

Assim que tiver acesso ao recurso, o usuário vai visualizar um novo ícone de laptop e smartphone na barra de endereço. Ao tocar nesse ícone será exibido uma lista de dispositivos onde o usuário tenha instalado o Edge e se conectou à mesma conta da Microsoft.

No Android e iOS, qualquer link que o usuário enviar vai aparecer num prompt que o usuário pode aceder por meio do painel de notificação. Enquanto isso, no Windows, eles aparecerão no Action Center. Tendo em conta as circunstâncias atuais à volta do Edge, tudo leva a crer que esse recurso ainda se encontra na fase de construção.

No sentido de tirar proveito disso num dispositivo móvel, o usuário precisa instalar a canary version do Edge no seu telemóvel, e parece que a Microsoft está a disponibilizar isso para usuários do Windows e macOS, ainda que de uma forma lenta.

Entretanto, a Microsoft está atrasada no que toca à adição de partilha de guias ao Edge. Tanto o Chrome quanto o Firefox incluem uma maneira de enviar guias entre dispositivos desde 2019. O Safari também incluiu o recurso iCloud Tabs da Apple já por vários anos.

Atrasado ou não, ainda é uma ferramenta valiosa para um navegador. Se o usuário atualizar para a versão mais recente do Edge e não vier a partilha de guias imediatamente, seja paciente, pois a Microsoft pode levar alguns dias para implementá-lo de forma mais ampla.

Fonte: Engadget