MEI: Confira duas opções de empréstimo alavancar seu negócio em 2021

0
75

Manter um negócio em bom funcionamento e com a parte financeira saudável pode ser uma missão complicada, especialmente em tempos de pandemia. Para quem é Microempreendedor Individual (MEI) e precisa de uma força, uma boa opção são os empréstimos exclusivos para esse público.

Duas linhas de crédito têm chamado a atenção dos MEIs por oferecerem condições vantajosas e valores atrativos de até R$ 25 mil. Além disso, o prazo para pagar é maior e os juros são mais baixos do que o praticado no mercado. Se você ficou interessado em conhecer essas opções de empréstimo voltadas para manter seu negócio funcionando, continue lendo.

Programa Super MEI

O Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) tem uma excelente opção de empréstimo oferecido por meio do Programa Super MEI. Os valores contratados variam de R$ 300,00 a R$ 20 mil, e não há cobrança de juros.

Além dessas excelentes vantagens, a dívida pode ser quitada em até 36 meses, um prazo bastante razoável. Contudo, essa modalidade está disponível apenas para os MEIs residentes do Estado de São Paulo que se disponham a participar de um curso de capacitação em gestão empresarial oferecido pelo Sebrae.

Atualização: segundo o site do Banco do Povo, a linha juros zero está suspensa no momento. Contudo, banco oferece empréstimos com taxas a partir de 0,35% ao mês, que podem ser consultadas em seu site

FinMatch

Outro empréstimo com boas condições para o microempreendedor é o oferecido pela FinMatch, que atua como correspondente bancário. Segundo um dos fundadores da startup, a análise de risco de crédito da empresa ultrapassa o comum. “Avaliamos a probabilidade de pagamento e não apenas as dificuldades pontuais do tomador”, afirmou Sandaniel.

O valor do empréstimo varia entre R$ 500 a R$ 25 mil, e o pagamento pode ser feito em até 36 meses. O Custo Efetivo Total (CET) vai de 2,49% a 7,99% ao mês;

Quem pode solicitar os empréstimos

Como as duas linhas de crédito são voltadas para microempreendedores individuais, é necessário estar cadastrado como MEI. Para isso, a empresa deve faturar até R$ 81 mil ao ano.

Sobre a análise de crédito, cada instituição tem seus critérios próprios, o que torna impossível garantir a aprovação. Contudo, a FinMatch garante que sua análise não é a mesma feita por bancos mais tradicionais, facilitando a aprovação mesmo de quem está negativado.

Leia mais: Mito ou verdade: MEIs pagarão nova taxa de contribuição ao INSS?