Mégane eVision é a nova proposta 100% elétrica da Renault

0
75
Mégane eVision é a nova proposta 100% elétrica da Renault
Mégane eVision é a nova proposta 100% elétrica da Renault

O novo elemento da família Renault foi apresentado ontem durante o evento Renault eWays que decorre entre os dias 15 e 27 de outubro. O modelo vem reinventar o segmento C e, em particular, o modelo Mégane, onde o destaque é o “e” de elétrico e “eVision”, o rumo que a construtora francesa pretende alcançar no âmbito da neutralidade carbónica, algo que a marca tem vindo a procurar conquistar nos últimos anos.

Desenvolvida pela aliança Renault-Nissan-Mitsubishi, a nova plataforma modular CMF-EV visa suprir as necessidades dos próximos automóveis cem por cento elétricos da construtora do losango. Esta plataforma conta com numerosas vantagens face a uma plataforma tradicional pensada para os motores de combustão interna ou motorizações hibridizadas.

Anúncio

Dispõe, por exemplo, de um compartimento do motor mais pequeno que, em conjunto com uma maior distância entre eixos e rodas posicionadas nos quatro cantos do veículo, permite reutilizar o volume em benefício da habitabilidade — que até é menos comprido, mas com mais espaço interior.

Seguindo os últimos anúncios da marca em termos da eletrificação, o novo modelo foi pensado para ter em conta as suas dimensões e capacidade de incorporar mais espaço de baterias — este que conta com as mais finas do segmento, segundo alega a Renault — afim de conseguir incrementar a autonomia do automóvel elétrico.

Estas limitações são desconstruídas pela bateria de 60 kWh que sendo uma das mais finas do mercado, fazem com que o volume de baterias não interfira com a altura e largura, diminuindo o arrasto o que se traduz num menor consumo. O carregamento de 130 kW assegura uns fantásticos 200 km de autonomia em apenas 30 minutos de carregamento rápido.

As novas linhas aerodinâmicas seguem uma trajetória já patente dos franceses da Renault que dão personalidade aos seus modelos. O eVision recolhe o design do modelo Mégane tradicional, mas transformando-o numa linha mais moderna e que, segundo garante a marca francesa, o modelo visto e apresentado traduz-se em 95% de proximidade ao produto final de fabrico em massa — o que significa que já não estamos perante o protótipo, mas sim de um modelo praticamente finalizado.

Algo de que a fabricante se pode orgulhar é de ter transcendido o foco na aerodinâmica ao implementar, também, tecnologia proveniente da F1. A modular CMF-EV recorre agora a um sistema ERS (Sistema de Recuperação de Energia) para captar o calor do motor e da bateria a fim de dissipá-lo para habitáculo, evitando perdas de energia e consumos da bateria exacerbados em temperaturas mais baixas. Tudo foi pensado ao mínimo detalhe para que seja incremetada a autonomia dos novos veículos.

O comportamento dinâmico foi um dos grandes avanços com a contrução desta nova plataforma modular — que devido ao pacote de baterias, faz com que o automóvel possua um centro de gravidade mais baixo, conferindo maior estabilidade —, reforçado ainda mais pela maior distância entre eixos, uma direção mais assertiva e todo o conforto que se pode esperar de um veículo ágil. A propulsão do veículo fica a cargo de uma motorização elétrica que oferece uns fantásticos 217 cv assegurados por 300 Nm de binário disponível que alavancam o novo Mégane eVision dos 0 aos 100 km/h em pouco menos de oito segundos.

O ponto talvez mais importante é a autonomia que foi uma das prioridades da conceção da CMF-EV contando, numa primeira fase, com 450 km em ciclo WLTP, com possibilidade de ser expandida, assegura Luca de Meo, CEO do Grupo Renault. A garantia de 450 km de autonomia já é um marco notável para a fabricante do losango, especialmente quando garante que numa simples pausa para café de 30 minutos (em viagem), consegue carregar muito perto dos 200 km. Já consegue imaginar? Consegue fazer uma viagem de Portimão até ao Porto com uma carga e pouco menos de 30 minutos de carga, num total de 560 km.

O interior não foi revelado ainda, no entanto, a Renault garante que a nova plataforma assegura lugares mais espaçosos, especialmente ao nível das pernas dos passageiros na traseira do veículo. Além disso, ficou a revelação de que os consumidores poderão esperar um painel de instrumentos redesenhado, muito provavelmente, com um sistema de infoentreteniemento totalmente idealizado para maior benefício e experiência de utilização.

Características

  • Comprimento: 4210 mm
  • Largura: 1800 mm
  • Altura: 1505 mm
  • Distância entre eixos: 270 mm
  • Jantes: 20 polegadas
  • Pneus: Continental 245/40 ZR 20
  • Peso: 1650 kg
  • Motor: elétrico de 160 kW (217 cv) de rotor bobinado
  • Transmissão: 4×2
  • Rodas motrizes: FR
  • Recarga: CA até 22 kW, CC até 130 kW
  • Baterias: 60 kWh – 400V

Quer saber outras novidades? Veja em baixo as nossas Sugestões

Quer saber outras novidades? Veja em baixo as nossas Sugestões

Deixe uma resposta