Maranhão promete reunir MDB para traçar rumos na Paraíba

O senador José Maranhão, que ficou em terceiro lugar na conflito pelo governo do Estado este ano e que preside o diretório regional do MDB, prometendo que reunirá até o início de janeiro os integrantes do diretório e filiados para uma avaliação do processo Político deste ano, bem como com a finalidade de traçar novos rumos da agremiação para 2019 e deflagrar os preparativos para as disputas eleitorais de 2020. Em declarações ao “Correio da Paraíba”, Maranhão, que obteve 335.525 votos para governador este ano – um total de 17,44% dos votos válidos, fala na necessidade de recomposição partidária em cima dos resultados do pleito.

Salientou que a propensão do partido é ficar na linha de oposição ao governador eleito João Azevedo, do PSB, mas deixou claro que isto não implica, de forma alguma, em oposição a projetos de interesse do Estado e a programas que possa a contribuir para o desenvolvimento das comunidades paraibanas. “O que é preciso evidenciar é que nós vamos continuar atuando e trabalhando em defesa dos interesses do Estado. Trata-se de um compromisso obrigatório do MDB para com a sociedade”, evidenciou Maranhão. Ele adiantou que no Senado há uma enorme expectativa em relação ao governo de Jair Bolsonaro (PSL), que tomará posse em substituição a Michel Temer. Anunciou Maranhão que ainda terá uma deliberação, da direção nacional do partido sobre o posicionamento relativo a Bolsonaro.

Por outro lado, depois de uma semana licenciado do cargo, o governador Ricardo Coutinho (PSB) que está terminando o mandato reassumirá hoje a chefia do Executivo, retomando uma vasta pauta de inaugurações de obras públicas por localidades do interior do Estado. No período da tarde, o gestor socialista inaugurará a segunda Companhia do Corpo de Bombeiros Militar da Paraíba em Sapé. A unidade atenderá, também, às populações de Mari, Cruz do Espírito Santo, Sobrado e Riachão do Poço, beneficiando mais de cem mil moradores. Para estruturar a unidade, o governo e o CBMPB investiram R$ 596 mil. No período em que Ricardo Coutinho esteve fora, em Salamanca, na Espanha, acompanhado do governador eleito João Azevedo, a chefia do Executivo estadual foi ocupada em sistema de rodízio pela vice-governadora Lígia Feliciano e pelo deputado estadual Gervásio Maia, presidente da Assembleia Legislativa. Tanto Ricardo como Azevedo proferiram palestras para investidores da Espanha destacando as potencialidades da Paraíba.