Mais de 18,8 mil pessoas já foram vacinadas contra a Covid-19 na Capital

0
1297

A Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) já vacinou 18.821 mil pessoas contra a Covid-19, desde o início da campanha, em 19 de janeiro, até o momento. Nesta quinta-feira (4), foram aplicadas 147 doses da vacina, entre os agentes de endemias e idosos acima de 80 anos que vivem acamados.

Com a vacinação do segundo e último grupo de agentes de endemias, as equipes da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) seguirão, nesta sexta-feira (5), imunizando os idosos acamados. A imunização deste grupo está sendo realizada em suas residências por meio de agendamento. Para agendar a data, um familiar do idoso deve ligar para os números 3214-7219 ou 3214-7971, de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 13h às 17h.

Para os idosos acamados a acima de 60 anos, a SMS está fazendo um cadastro para que eles sejam vacinados posteriormente. O cadastro deve ser realizado através dos mesmos números de telefone. Outros grupos também serão vacinados à medida que o município receba do Ministério da Saúde mais doses do imunizante.

Já receberam a primeira dose os idosos que vivem em instituições de longa permanência, assim como os trabalhadores desses locais, além dos trabalhadores de hospitais, serviços de Atenção Básica, Unidades de Pronto Atendimento (UPA), Samu-192, Laboratório Central de Saúde Pública da Paraíba (Lacen/PB), Instituto de Medicina Legal (IML), Serviço de Verificação de Óbito (SVO), Vigilância Epidemiológica Municipal (Viep) e Serviço de Atendimento Domiciliar (SAD).

No primeiro lote, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) recebeu do Ministério da Saúde 15.191 doses da Coronavac (Sinovac/Butantan). Na segunda remessa, o município recebeu 11.850 doses do Oxford/AstraZeneca, em parceria com a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). A terceira remessa da vacina foi de 1.330 doses da Coronavac, destinadas a idosos acima de 80 anos com restrições especiais. A previsão do Ministério da Saúde é a vacinação de 208.645 pessoas na Capital da Paraíba. A meta é vacinar 90% de quem integra o grupo prioritário elegível para a vacinação.