Mãe se joga na frente do filho, e é morto com um tiro na cabeça em Olinda

0
170
Mãe se joga na frente de filho e é morta com tiro na cabeça em Olinda
Mãe se joga na frente de filho e é morta com tiro na cabeça em Olinda

De acordo com a polícia, a vítima, de 49 anos, se jogou na frente de seu filho de que ele teria discutido com o suspeito durante uma bebedeira no Rio Doce

Senhora de limpeza foi baleado com um tiro de espingarda calibre 12 na cabeça. Estilhaços da bala também atingiu um adolescente de 16 anos, um amigo da família, no braço e nas costas

A senhora da limpeza Maria Duarte Bezerra, de 49 anos, morreu ao ser baleado com um tiro de espingarda calibre 12 na cabeça, quando tentava proteger uma criança. Os estilhaços da bala também atingiu um adolescente de 16 anos, um amigo da família, no braço e nas costas. Ele foi levado para o Hospital da Restauração (HR), no bairro do Derby, área central do Recife. porque, em parte, de que o projétil estava alojado no pulmão.

Maria Duarte Bezerra, de 49 anos, morreu ao ser alvejada com um tiro de espingarda calibre 12 na cabeça

A confusão teria acontecido por volta das 7 da manhã de terça-feira (25), depois de um dos filhos da vítima ter se envolvido em uma discussão com os três suspeitos durante uma festa de Natal, na rua 69, na 4ª etapa de Rio Doce, em Olinda, na Região Metropolitana do Recife (RMR).

De acordo com moradores, o corpo só foi recolhido pelo Instituto de Medicina Legal (IML), ao lado de 12h. Na rua da lama, uma poça de sangue mostrou a barbaridade que aconteceu nas primeiras horas da manhã de Natal.

“Foi uma tentativa de duplo homicídio. Além da faxineira, um jovem de 16 anos, que era amigo da família, foi baleado e levado para o Hospital da Restauração. Também trouxemos duas mulheres, esposas de dois dos foragidos, para prestar depoimento. Um deles vai ser autuada pela cumplicidade e a obstrução do trabalho da polícia“, disse o oficial do 1º Batalhão do Grupo de Ações Táticas Itinerantes (Gati) Paulo Ribeiro, que participou da operação.

Ele explicou que para chegar à cena do crime, as crianças das vítimas levou oficiais para onde os suspeitos ao vivo. “Chegando lá, suas esposas estavam no local. Um deles foi negando que ele morava lá, ele estava deitado, segurando-se à polícia para que ele tivesse tempo para escapar.”

Fabiola Rebeka Lima foi levado para o Departamento de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP), no bairro do Cordeiro, na Zona Oeste do Recife, onde foi autuada em lei. Ela é casada com Jamerson Veronildo da Silva, que está foragido.

Eles também conseguiram fugir Anderson da Silva Salustiano e Julio José da Silva Cavalcanti, o proprietário da arma e apontado como o autor do disparo. O filho da vítima também foi levado para o DHPP, mas preferiu não se identificar e não falar com a imprensa.

Fonte: www.folhape.com.br

VEJA TAMBÉM:

Mãe salva filho antes de ele morrer na escada rolante. VEJA O VÍDEO

Deixe uma resposta