Durante fala, Lula disse que “um cidadão desse é um animal selvagem, não é um ser humano”. Foto: Reprodução.

Durante coletiva de imprensa em Bruxelas, o presidente Lula (PT) afirmou  que é necessário punir quem transmite o ódio e comparou os envolvidos na suposta agressão contra familiares do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), a “animais selvagens”. A fala ocorreu em meio ao discurso sobre articulação política e a possível negociação de cargos dentro do governo. 

“O que está parecendo é que existe uma vontade majoritária das pessoas de que o ódio, surgido durante o processo eleitoral, tem que ser extirpado”, disse o chefe do executivo. “Nós precisamos punir severamente pessoas que ainda transmitem o ódio, como o cidadão que agrediu o ministro Alexandre de Moraes no aeroporto de Roma. Quer dizer, um cidadão desse é um animal selvagem, não é um ser humano”, finalizou. 

O ministro Alexandre de Moraes foi hostilizado por três brasileiros na última sexta-feira (14) no Aeroporto internacional de Roma, na Itália. O filho do ministro foi agredido por um dos envolvidos.