Lançamento oficial do Apple Fitness Plus acontecerá a 14 de dezembro

0
128

A Apple anunciou hoje que, o novo serviço de Fitness será lançado no dia 14 de dezembro. O Apple Fitness Plus terá dois planos de assinatura: mensal (9,99 dólares) ou anual (79,99 dólares). A assinatura mensal inclui o suporte para “Partilha Familiar”. Ora, isto significa que até 6 pessoas da tua família podem aceder ao serviço pelo mesmo preço.

Este serviço foi anunciado no início deste ano, mas só agora estará disponível aos utilizadores da Apple. Enquanto usas um Apple Watch para monitorizar as métricas dos teus treinos, o Apple Fitness Plus oferece-te um conjunto de exercícios orientados pelo treinador Peloton que podem ser vistos num iPad, iPhone ou Apple TV.

Tipos de exercícios

De acordo com a empresa, o Apple Fitness Plus oferece 10 tipos de exercícios: remo, ciclismo, ioga, corrida/caminhada, força, dança, treinos de alta intensidade (HIT), core e “resfriar consciente”. “Muitos exercícios da Apple Fitness Plus não exigem nenhum equipamento ou apenas solicitam um conjunto de halteres”, confirma a empresa. Mas, para os exercícios de corrida/caminhada, ciclismo e remo, os utilizadores têm que possuir os equipamentos.

A Apple também aposta numa variedade de treinadores que irão orientar os utilizadores em cada treino, nomeadamente o Peloton.

Relógio é indispensável

Para acompanhares o teu desempenho é importante teres um Apple Watch, nomeadamente o Apple Watch Series 3 ou mais recente para utilizares o serviço Apple Fitness Plus. E, não te esqueças de emparelhá-lo com o teu iPhone. Caso prefiras, poderás assistir aos exercícios através de um ecrã maior como uma Apple TV ou um iPad, mas não são requisitos obrigatórios.

Oferta durante 3 meses mas ainda não em Portugal

Quem comprar um Apple Watch Series 3 ou mais recente terá o Apple Fitness Plus totalmente gratuito durante 3 meses. Por outro lado, os utilizadores que já tenham um Apple Watch poderá obter um teste gratuito durante 1 mês. Vais experimentar o novo serviço?

No entanto, este serviço ainda não chegará a Portugal nem ao Brasil, sendo que não há ainda estimativa de quando é que poderá ficar disponível nos dois países.

Fonte: The Verge

Quer saber outras novidades? Veja em baixo as nossas Sugestões

Quer saber outras novidades? Veja em baixo as nossas Sugestões