Jogador Alexandre Pato, do São Paulo, declara: “Brasil acima de tudo; Deus acima de todos”

0
102
Jogador Alexandre Pato, do São Paulo, declara: “Brasil acima de tudo; Deus acima de todos”
Jogador Alexandre Pato, do São Paulo, declara: “Brasil acima de tudo; Deus acima de todos”

Nesta sexta-feira (22), após a liberação por parte do ministro do Supremo Tribunal Federal, Celso de Mello, do vídeo da reunião entre o presidente da República Jair Bolsonaro e sua equipe de ministros [filmagem pivô entre o racha entre o mandatário e o ex-juiz Sergio Moro], o presidente parece ter ganho mais um apoiador bastante famoso.

O jogador de futebol Alexandre Pato, revelado pelo Sport Clube Internacional de Porto Alegre, e hoje jogando pelo São Paulo Futebol Clube, foi até as suas redes sociais para declarar o seu apoio ao mandatário de uma forma indireta, mas bastante clara. O atleta parafraseou o slogan de Bolsonaro: “Brasil acima de tudo, e Deus acima de todos”.

Brasil acima de tudo; Deus acima de todos 🙏🏻🇧🇷

— PATO (@Pato) May 22, 2020

O esportista é casado com uma das filhas do apresentador e empresário Senior Abravanel, mais conhecido Silvio Santos, à quem não faz questão nenhuma de esconder a sua predileção e apoio ao presidente Jair Bolsoanaro.

Após sua publicação em seu perfil, Pato recebeu críticas e elogios ao expor sua opinião política.

“Ou você defende o isolamento, ou você fica do lado desse m**** do presidente, os dois não da pra fazer” comentou uma internauta, criticando a postura de Alexandre.

Já outro usuário comentou:

“Estou vendo muitos comentários “decepcionados” e “cancelando” o Pato. Mas qual o problema? Primeiro, isso é democracia, ele pode sim e tem o direito de “gostar” de um candidato. Segundo, o que me importa mesmo, é o que o Pato faz dentro de campo pelo São Paulo, fora de campo.” escreveu

Pato x Raí

A opinião do jogador vai diretamente de encontro com a de seu superior dentro do clube, Raí. O ex-jogador e hoje em dia dirigente do time paulista recentemente declarou que o mandatário possuí uma “postura irresponsável” e disse que o mesmo deveria “renunciar” ao cargo.

Deixe uma resposta