Instituto Cândida Vargas realiza ação dentro do mês de conscientização das hepatites virais

0
167

Julho é o mês de conscientização sobre as hepatites virais. Nesse foco, o Instituto Cândida Vargas (ICV) realizou uma ação para acompanhantes e profissionais da unidade para alertar e conscientizar sobre a doença. A atividade, promovida pelas equipes do Núcleo de Epidemiologia, da Unidade de Testagem e Aconselhamento e do Setor de Imunização, ocorreu durante todo o dia desta terça-feira (27).

Dentro da programação, foram realizados testes rápidos para Hepatite B e C; vacinação contra a Hepatite B para os trabalhadores do ICV, orientações sobre hepatites virais; distribuição de insumos (preservativos e gel lubrificantes), folders informativos com orientações preventivas, entre outras ações. Foram realizados, em média, 160 testes para detecção da Hepatite B e C, 65 aplicações de vacina contra a hepatite B, 80 contra a Influenza, 30 contra DTPa e 18 contra DT.

Você já imaginou acertar 14 pontos com apenas 14 JOGOS na Lotofácil ?

Uma plataforma completa com inteligência artificial Que te GARANTE 14 e até 15 Pontos com apenas 14 Bilhetes.
Hoje você poderá se tornar um apostador PROFISSIONAL!

COMPRAR AGORA

ESTA OFERTA PODE SAIR DO AR A QUALQUER MOMENTO, APROVEITE!

O auxiliar de farmácia do ICV, Sérgio Fernandes, foi atendido na ação e ressaltou a iniciativa. “A gente se sente melhor assistido, pois, muitas vezes, não sabemos se estamos com as vacinas em dia. Então, aproveitamos para atualizar o cartão de vacina. Essa ação é importante pois a hepatite, se não tiver cuidado, pode matar”, afirmou.

A coordenadora do Núcleo de Epidemiologia do ICV, Delza Soares, destacou a importância da ação para os acompanhantes e profissionais da maternidade. “Queremos, neste dia, conscientizar o público sobre a importância da prevenção, vacinação e triagem para detecção da doença, que é silenciosa, podendo tornar crônica e causar danos graves ao fígado, como cirrose e câncer”, disse.

A hepatite é uma inflamação do fígado que pode ser causada por vírus ou pelo uso de alguns medicamentos, álcool e outras drogas, assim como por doenças autoimunes, metabólicas ou genéticas. Nem sempre a doença apresenta sintomas, mas quando aparecem, estes se manifestam na forma de cansaço, febre, mal-estar, tontura, enjoo, vômitos, dor abdominal, pele e olhos amarelados, urina escura e fezes claras.

Julho Amarelo – A campanha foi instituída no Brasil pela Lei nº 13.802/2019 e tem por finalidade reforçar as ações de vigilância, prevenção e controle das hepatites virais.