Instituto Cândida Vargas garante cuidados com os bebês prematuros com equipe multiprofissional

0
100

Com o título de Hospital Amigo da Criança, o Instituto Cândida Vargas (ICV) vem desempenhando um papel crucial na qualidade da assistência do prematuro. Os bebês que nasceram abaixo do peso têm demandas especiais e recebem a assistência de equipe multiprofissional especializada para esse cuidado. Segundo os dados estáticos do ICV, no período de janeiro a maio de 2021 foram realizados 2.622 partos em nascidos vivos, onde 14% desses foram prematuros.

Tanto a assistência médica quanto a Unidade de Cuidados Intensivos trabalham com equipamentos de ponta para salvar o prematuro e diminuir as morbidades que podem ser definidas como complicações da prematuridade. “Garantir a presença da mãe integralmente na unidade neonatal, a presença dos pais na visita a criança mesmo no momento de pandemia, são cuidados peculiares que a nossa maternidade garante ao bebê e a família”, disse a médica do ICV, Juliana Soares.

Você já imaginou acertar 14 pontos com apenas 14 JOGOS na Lotofácil ?

Uma plataforma completa com inteligência artificial Que te GARANTE 14 e até 15 Pontos com apenas 14 Bilhetes.
Hoje você poderá se tornar um apostador PROFISSIONAL!

COMPRAR AGORA

ESTA OFERTA PODE SAIR DO AR A QUALQUER MOMENTO, APROVEITE!

As atividades de humanização como Hora do Soninho, banho envelopado, ofurô, visita integrada, diminuição da luminosidade na incubadora, luz individualizada para procedimentos, entre outros, são medidas de neuroproteção que as equipes de enfermagem, fisioterapia, terapia ocupacional e fonoaudiologia proporcionam para o bem-estar dos bebês e a garantia de ambiente saudável, culminando com as boas práticas de assistência ao prematuro no Instituto.

Para a mãe da pequena Rayssa, Maria Kerolayne, o atendimento e cuidado oferecido pelo Instituto Cândida Vargas foram fundamentais para tranquiliza-la. “Eu estava bem nervosa, mas a gente aqui é valorizada e a nossa criança também. Hoje tenho aula e saiu daqui emocionada e feliz, pois estarei levando minha princesa para casa, para o novo lar dela”, disse a paciente, com sorriso no rosto.

Outro serviço oferecido para esses bebês é o método Canguru, que é iniciado logo após o nascimento, ainda na maternidade, onde os pais são treinados a como pegar o bebê, como posicioná-lo e como o prender ao corpo. Além de todos os benefícios que o método apresenta, ainda tem a vantagem de ser de baixo custo para a unidade de saúde e para os pais, por isso, desde então, tem sido usado na recuperação dos recém-nascidos com baixo peso.

O objetivo do Método Canguru é estimular o aleitamento, incentivando a presença constante dos pais junto ao recém-nascido em contato contínuo, diminuir o tempo de internação e reduzir o estresse da família. Estudos mostram que em hospitais onde o método é usado, a quantidade de leite diário nas mães que fazem o contato pele a pele com o bebê é maior, e também, que o período de amamentação dura por mais tempo.

Além do aleitamento, o Método Canguru ainda ajuda a desenvolver a confiança dos pais no manuseio do bebê mesmo após a alta hospitalar; aliviar o estresse e a dor do recém-nascido de baixo peso; diminuir as possibilidades de infecção hospitalar; reduzir o tempo de permanência no hospital; aumentar o vínculo pais-filho; evitar a perda de calor do bebê, entre outros.

“No Método Canguru, o bebê é colocado na posição vertical em contato pele a pele apenas com os pais, e isto ocorre de forma gradativa, ou seja, inicialmente o bebê é tocado, para depois ser colocado na posição canguru. Este contato do recém-nascido com os pais se inicia de forma crescente, a cada dia, o bebê passa mais tempo na posição canguru, por escolha da família e pelo tempo que os pais se sentem confortáveis”, disse a enfermeira do ICV, Mara Fernanda.

Sobre o Método Canguru – Foi criado pelos pediatras Rey Sanabria e Héctor Martinez em 1979 em Bogotá, na Colômbia, para reduzir o tempo de internação, diminuir as infecções, evitar o abandono e incentivar o aleitamento dos recém-nascidos de baixo peso.

Casa Mãe Bebê – Outro serviço oferecido é a Casa Mãe Bebê, que é um local disponibilizado pela Prefeitura de João Pessoa com capacidade de receber 17 mães de bebês prematuros ou com algum tipo de patologia que requer um cuidado especial ainda na maternidade. “A casa oferece um ambiente dedicado a elas com acompanhamento médico, psicológico e social. Basta atravessar a rua e elas podem acompanhar todo o tratamento e recuperação de seus filhos”, disse a diretora multiprofissional, Alyne Soares.