Instituto Cândida Vargas encerra Semana de Doação de Leite com aula sobre amamentação na pandemia

0
104

Encerrando a programação da Semana Municipal de Doação de Leite Humano, o Instituto Cândida Vargas (ICV) promove, nesta segunda-feira (24), às 14h, uma aula remota sobre ‘Amamentação e orientações para alta hospitalar em tempos de pandemia da Covid-19’. Para quem deseja participar do encontro, que é focado em profissionais da saúde, ainda pode se inscrever pelo link.

A residente de reumatologia, Emanuele Carvalho, vai ministrar uma aula a respeito da amamentação e Covid-19 – contra indicação (se tem ou não) – e cuidados quando a mãe contrai o vírus. Além disso, também serão falados sobre a alta hospitalar, informando quais as orientações aos profissionais e como eles devem explicar as pacientes.

A semana de Doação de Leite Humano é uma iniciativa para a proteção e promoção do aleitamento materno, voltada para a sensibilização da sociedade para a importância da doação do alimento. Doar leite materno é importante para os bebês, principalmente, para aqueles que estão internados e não podem ser amamentados pela própria mãe.

Estelita Lima, enfermeira do Banco de Leite do ICV, esclareceu sobre o processo de doação de leite das mulheres neste contexto de pandemia. “Elas podem continuar doando sim. Se são mulheres que apresentaram o exame positivo para Covid-19, a gente suspende a doação durante o período de doença, mas a partir do momento que passou o isolamento, após ter recebido alta médica, a gente pede um período de pausa seguro, depois ela pode sim voltar a ser doadora”, disse.

Como se faz a doação? – A mulher que amamenta e tem leite excedente, deve ligar para a Central do Banco de Leite do ICV pelos telefones: 3214-1390 ou 98795-8192 (também é WhatsApp) para informar que tem interesse em fazer a doação. Logo após, será feita uma análise do cadastro para saber se a mulher está apta a ser doadora. A Central vai agendar um dia para a Rota Domiciliar ir até a casa da mãe e deixar o kit de coleta de leite materno. Após a coleta, a doadora vai agendar o dia para a Central pegar o alimento.