INSS: Saiba como fazer a prova de vida durante a pandemia do novo coronavírus

0
72
INSS: Saiba como fazer a prova de vida durante a pandemia do novo coronavírus
INSS: Saiba como fazer a prova de vida durante a pandemia do novo coronavírus

Aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) precisam fazer anualmente a prova de vida para atestar que ainda estão vivos e têm direito aos benefícios. No entanto, por causa da pandemia do novo coronavírus, a autarquia suspendeu a comprovação até o final de novembro.

Caso o prazo não seja estendido novamente, o beneficiário terá que fazer a prova de vida, mesmo que a pandemia ainda não tenha acabado. Nesse caso, há três opções para o segurado: se dirigir à agência bancária em que recebe o benefício; realizar a comprovação pelo aplicativo; ou fazer uma procuração. Entenda cada alternativa.

O que é Prova de Vida?

O INSS estabeleceu que aposentados e pensionistas teriam que fazer todo o ano, no mês do aniversário ou 30 dias antes de vencer o prazo da última comprovação, a prova de vida. Para isso, os segurados têm que se dirigir à agência bancária em que recebem o benefício para atestar que ainda estão vivos e têm direito aos valores.

Vele destacar que quem não fizer a comprovação pode ter o benefício suspenso. O intuito é evitar fraudes de aposentadoria ou pensões, já que às vezes os segurados vêm a óbito, mas a família não comunicava o falecimento para continuar recebendo o dinheiro.

Geralmente, os bancos avisam quando a prova é necessária. Esse aviso pode ser feito no caixa eletrônico, Internet Banking ou mensagem SMS. Por isso, é importante estar com os seus dados (email e telefone, principalmente) atualizados.

Prova de vida na agência

Para fazer a comprovação de forma presencial, o aposentado ou pensionista precisa se deslocar até a agência bancária em que recebe o benefício com um documento com foto, pode ser o RG, Carteira de Trabalho ou a Carteira de Motorista.

Prova de vida pelo aplicativo

O INSS iniciou a implementação da comprovação de forma online. Ela pode ser feita tanto pelo aplicativo Meu INSS, quanto pelo aplicativo Meu gov.br. Dentro do app, o segurado terá que seguir algumas instruções (centralizar o rosto, virar o rosto para a direita, fechar os olhos, sorrir e por fim, virar o rosto para a esquerda) para que seja devidamente identificado.

No entanto, a prova de vida pelo aplicativo não está disponível para todos os aposentados e pensionistas. Isso porque a nova opção ainda se trata de um projeto-piloto, ou seja, está em fase de testes. Apenas os beneficiários que estão com a Carteira de Habilitação ou Título de Eleitor devidamente atualizado, e foram selecionados, poderão efetuar a comprovação pela internet.

Prova de vida com procuração

O segurado do INSS que não puder comparecer ao banco ou agência do INSS, por motivos de doença e dificuldades de locomoção, poderá realizar a prova de vida por meio de um procurador. Para isso é necessário fazer uma procuração com os seguintes dados do beneficiário e da pessoa autorizada:

  • Número do RG e CPF;
  • Estado civil;
  • Profissão;
  • Endereço.

Vale ressaltar que apenas aposentados e pensionistas com idade igual ou superior a 60 anos podem fazer a prova de vida por procuração.

Leia também: PL pretende liberar 14º salário para aposentados do INSS; Entenda

Deixe uma resposta