INSS: Mais de 26 mil segurados tiveram desbloqueio de benefícios na pandemia

0
90

Mais de 26 mil pessoas tiveram o Benefício de Prestação Continuada (BPC/Loas) encaminhados para desbloqueio desde o começo da pandemia do novo coronavírus. Esses são casos de requerimentos de reativação feitos pelos interessados junto ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

A reativação independe da data em que a inscrição ou atualização cadastral no Cadastro Único foi realizada. De acordo com o INSS, os desbloqueios representam um total de R$ 25 milhões em pagamentos do BPC.

Já os beneficiários que tiveram seus benefícios suspensos ou cessados por motivos não ligados ao Cadastro Único, como por exemplo, ausência de saque do valor do benefício e não realização de comprovação de vida, também poderão pedir a regularização, mas deverão esperar por análise do INSS .

Podem receber o BPC, os idosos acima de 65 anos e pessoas com deficiência de baixa renda. Atualmente, o valor é de R$ 1.045. O BPC/Loas pode ser solicitado em uma das agências do INSS.

Bloqueio de benefícios

Segundo o INSS, entre abril de 2019 e fevereiro de 2020, cerca de 64.198 benefícios foram suspensos ou cessados em razão de não inscrição e atendimentos de exigências para receber o BPC/Loas.

Como determinou a Previdência Social, por causa da pandemia, as pessoas que tiveram o benefício suspenso ou cessado desde o mês de março deste ano poderão regularizar a situação e voltar a receber o pagamento.

Além disso, quem teve o benefício bloqueado em razão de problemas com o CPF também poderá pedir a regularização do pagamento.

Essa determinação consta na Portaria 1.130, de acordo com a qual os segurados que tiveram o BPC suspenso ou cessado por motivo de falta de inscrição ou atualização no Cadastro Único terão o direito de reativar seu pagamento solicitando o desbloqueio.

O pedido solicitação deve ser feito via um dos canais canais remotos do INSS:

  • Aplicativo ou portal Meu INSS
  • Central Telefônica 135

Veja também: INSS: Veja calendário completo de pagamento de benefícios do fim do ano e para 2021