Indígena é morto a pauladas em Pernambuco; polícia investiga

Indígena morto em Carnaubeira da Penha — Foto: WhatsApp/Reprodução

A Polícia Civil de Pernambuco está investigando a morte de um indígena em Carnaubeira da Penha/PE, no Sertão do estado, ocorrida na última quarta-feira (15). Conforme lideranças indígenas da comunidade, Edinaldo Manoel de Souza, de 61 anos, foi agredido até a morte por policiais militares na frente de sua casa, na Aldeia Olho D’Água do Padre, que fica na Terra Indígena Atikum. O indígena teria sido socorrido pelos policiais envolvidos na ação e levado para um hospital da cidade, mas não resistiu e morreu antes de dar entrada na unidade de saúde.

Na quinta-feira (16), os indígenas do Povoado Atikum fizeram um protesto contra a morte de Ednaldo.

O comissário da Polícia Civil conversou com os manifestantes e afirmou que o caso já está sendo investigado pelas autoridades. “Trabalhamos de acordo com a lei, a nossa delegacia está de portas abertas para receber a comissão de vocês. O delegado responsável já está ciente do caso. A dor de vês também é nossa”, disse o comissário.

Por meio de nota, a Polícia Civil informou que um inquérito policial foi instaurado para apurar o fato, tendo sido já realizadas diligências, incluindo oitivas de familiares da vítima, vizinhos e lideranças indígenas. O Ministério Público de Pernambuco também está acompanhando as investigações, auxiliadas por perícias criminais, realizadas pela Polícia Científica.