IA com clulas-tronco pretende revolucionar computao

0
113

Informtica

Redação do Site Inovação Tecnológica – 02/02/2021

Em lugar de transistores, sero usados neurnios reais derivados de clulas-tronco do crebro de cobaias.[Imagem: 3Brain AG]

Processador com clulas-tronco

Naquilo que parece ser o esforo mais radical rumo computao neuromrfica, uma colaborao internacional est-se lanando em um projeto de trs anos para construir um processador a partir de clulas-tronco cerebrais.

O principal objetivo do projeto Neu-Chip mostrar como neurnios vivos podem ser usados para criar processadores binicos que faam inteligncia artificial diretamente, e gastando apenas uma frao da energia necessria para rodar os sistemas de aprendizado de mquina atuais.

Apesar dos recentes avanos na fotnica e em materiais que aprendem por si mesmos, a equipe acredita que imitar eletronicamente a atividade neural humana usando materiais semicondutores no uma boa aposta.

Em vez de montar neurotransistores, a equipe vai colocar redes de clulas-tronco, semelhantes s do crtex humano, diretamente em microchips.

Nesse processador binico, as clulas neurais sero estimuladas por padres variveis de feixes de luz disparados sobre elas, com quaisquer mudanas pelas quais as clulas passem sendo monitoradas por eletrodos. Determinando o quo adaptveis elas se tornam nesse ambiente, a equipe pretende imitar a plasticidade do crebro humano, que pode se adaptar rapidamente a novas informaes.

“Nosso objetivo tirar partido do poder de computao incomparvel do crebro humano para aumentar drasticamente a capacidade dos computadores de nos ajudar a resolver problemas complexos. Acreditamos que este projeto tem o potencial de quebrar as limitaes atuais de poder de processamento e consumo de energia para trazer uma mudana de paradigma na tecnologia de aprendizado de mquina,” disse o professor David Saad, da Universidade de Aston, no Reino Unido.

“Nossa capacidade de projetar circuitos neuronais em um prato de laboratrio e trein-los para conduzir anlises de dados fornecer novos insights sobre como o crebro processa informaes e encontra solues. A tecnologia desenvolvida pode at ajudar a projetar interfaces homem-mquina nicas e emocionantes,” completou seu colega Eric Hill.

O projeto recebeu um aporte de US$3,5 milhes da Comisso Europeia para Tecnologias Futuras e Emergentes e dever apresentar seus resultados em at trs anos.

Seguir Site Inovação Tecnológica no Google Notícias

Outras notcias sobre:

Mais tópicos