Honor 50 Series: é oficial do “regresso” ao Google com três smartphones

0
99

Honor abriu uma nova página em sua história hoje com o lançamento de sua série Honor 50 e, sem dúvida, volta a colocar a marca num bom caminho que, sob a alçada da Huawei e antes do bloqueio dos EUA à empresa chinesa, já tinha um bom registo de vendas individual.

O Honor 50 Pro, o Honor 50 e o Honor 50 SE são os primeiros dispositivos da empresa que serão fornecidos com o suporte Goggle Mobile Services em mais de um ano. Os smartphones foram anunciados num evento na China onde os serviços da Google estão bloqueados, mas a fabricante chinesa, agora com novos donos, fez questão de referir que irá colocar os smartphones nos outros países com os serviços da Google.

Você já imaginou acertar 14 pontos com apenas 14 JOGOS na Lotofácil ?

Uma plataforma completa com inteligência artificial Que te GARANTE 14 e até 15 Pontos com apenas 14 Bilhetes.
Hoje você poderá se tornar um apostador PROFISSIONAL!

COMPRAR AGORA

ESTA OFERTA PODE SAIR DO AR A QUALQUER MOMENTO, APROVEITE!

Todos os três contam com ecrãs com uma taxa de atualização de 120 Hz, câmaras principais de 108MP e carregamento rápido de até 100W. O Honor 50 e o Honor 50 Pro também são os primeiros telefones equipados com o processador da Qualcomm Snapdragon 778G da Qualcomm. O Honor 50 SE é o equipamento mais acessível do trio e conta com a processador Dimensity 900 da Mediatek.

Honor 50 e 50 Pro

O melhor destas versões do Honor 50 é naturalmente o modelo Pro. Ele vem com um ecrã AMOLED curvo de 6,72 polegadas com resolução FHD + e taxa de atualização de 120Hz. Há um par de câmaras selfie (principal de 32 MP + 12 MP ultrawide) alojadas num recorte do ecrã. Este modelo conta com uma taxa de atualização dinâmica, que certamente será muito bom para a vida útil da bateria.

O Honor 50 “normal” reduz para um display de 6,57 polegadas com as mesmas especificações básicas do painel do modelo Pro, embora conte apenas um único sensor frontal de 32 MP.

Na parte de trás, os dois telefones partilham câmaras idênticas alojadas em duas grandes aberturas circulares. Há uma câmara principal de 108 MP no anel superior com um sensor de 1/1,52 polegada e binning de 9 a 1 pixel. A lente é acompanhada por um sensor ultralargo de 8 MP e dois módulos de 2 MP para fotos macro e de profundidade.

Estes são os primeiros smartphones a usar a nova plataforma móvel 778G da Qualcomm, que conta com um CPU Kryo 670 emparelhada com uma GPU Adreno 642L para desempenho próximo ao Snapdragon 780G. O SoC é emparelhado com 8 ou 12 GB de RAM.

Em termos de software conte com o Magic UI 4.2 baseado no Android 11, sendo que as unidades internacionais contaram com os Google Mobile Services. Em temros de bateria, o Honor 50 Pro conta com uma bateria de 4000 mAh e carregamento rápido de 100W, enquanto a versão normal tem um abateria maior, de 4300 mAh, e carregamento de 66W.

Espera-se que as unidades internacionais cheguem com suporte GMS pronto para uso. Honor 50 Pro vem com uma bateria de 4.000 mAh e velocidades de carregamento com fio de 100W, enquanto o modelo vanilla inclui uma célula maior de 4.300 mAh com carregamento de 66W.

Honor 50 e Honor 50 Pro estarão em pré-venda a partir de 25 de junho na China. O Honor 50 começa em CNY 2.699 ($ ​​422 ou 350€), enquanto o Honor 50 Pro começa em CNY 3.699 ($ ​​578 ou 477€). Honor confirmou que ambos estarão disponíveis internacionalmente em mais de 40 regiões, mas não forneceu uma data para isso.

Honor 50 SE

O Honor 50 SE traz um LCD plano de 6,78 polegadas com uma taxa de atualização de 120 Hz e um único orifício para o sensor frontal 16 MP. A parte traseira abriga a mesma câmara principal de 108MP dos modelos mais caros, juntamente com uma câmera ultra-larga de 8 MP e uma câmera macro de 2 MP.

A grande mudança vem no departamento de SoC, onde o Honor 50 SE inclui  Dimensity 900 da Mediatek emparelhada com 8 GB de RAM e 128 GB de armazenamento. O telefone traz uma bateria de 4.000 mAh com 66W de carga com fio.

Os preços começam em CNY 2.399 (US $ 375 ou 309€) e a disponibilidade na China começa em 2 de julho.

Quer saber outras novidades? Veja em baixo as nossas Sugestões