Grana extra: Abono salarial e FGTS emergencial de até R$ 1.045 começam a ser pagos nesta semana

0
26
Grana extra: Abono salarial e FGTS emergencial de até R$ 1.045 começam a ser pagos nesta semana
Grana extra: Abono salarial e FGTS emergencial de até R$ 1.045 começam a ser pagos nesta semana

Dinheiro no bolso! A partir desta semana, o governo federal libera os recursos referentes ao Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e abono salarial PIS/Pasep. O valor dos repasses é de até R$ 1.045,00 por beneficiário.

Veja como vai funcionar a sistemática de cada programa.

Saque emergencial do FGTS de até R$ 1.045

Conforme o calendário divulgado pela Caixa, o calendário do saque emergencial do FGTS terá início nesta segunda-feira, 29. A sistemática dos repasses será a mesma utilizada pelo governo no pagamento do auxílio emergencial.

Inicialmente, serão contemplados os nascidos em janeiro com o depósito do valor via conta poupança digital. Como dito anteriormente, o valor dos saques é de até R$ 1.045,00 por beneficiário.

Saques e transferências seguem outras datas, a partir de 25 de julho. A ideia é evitar aglomerações e filas em agências. Ao todo, estima-se que mais de 60 milhões de brasileiros sejam beneficiados com a medida.

Veja o calendário de saque abaixo:

Mês de nascimento Crédito em conta Saque ou transferência Janeiro 29 de junho 25 de julho Fevereiro 6 de julho 8 de agosto Março 13 de julho 22 de agosto Abril 20 de julho 5 de setembro Maio 27 de julho 19 de setembro Junho 3 de agosto 3 de outubro Julho 10 de agosto 17 de outubro Agosto 24 de agosto 17 de outubro Setembro 31 de agosto 31 de outubro Outubro 8 de setembro 31 de outubro Novembro 14 de setembro 14 de novembro Dezembro 21 de setembro 14 de novembro

Para saber quanto irá retirar, o beneficiário pode consultar um dos canais de atendimento da Caixa, via site ou aplicativo.

Abono PIS/Pasep de até R$ 1.045

Outro benefício que começa a ser pago nesta semana, o abono salarial PIS/Pasep, já teve calendário divulgado. Segundo informou o Ministério da Economia, o pagamento se refere ao ano-base 2019.

No caso de trabalhadores de empresas privadas, é pago o PIS com base no mês de aniversário. Já para os servidores da esfera pública, há o Pasep com repasses de acordo o último dígito do número de inscrição.

Os repasses terão início nesta terça-feira, 30, para os trabalhadores correntistas da Caixa Econômica Federal e Banco do Brasil. Para os demais participantes, o abono estará disponível somente a partir de 16 de julho.

Recebem ainda este ano os nascidos entre julho e dezembro. Aqueles que nasceram entre janeiro e junho poderão sacar apenas em 2021. Servidores públicos com final de inscrição de 0 a 4 recebem este ano e aqueles com final de 5 a 9 ficam para o ano que vem.

Confira o calendário completo:

PIS – Para quem trabalha em empresa privada

  • Nascidos em julho: recebem a partir de 16 de julho de 2020;
  • Nascidos em agosto: recebem a partir de 18 de agosto de 2020;
  • Nascidos em setembro: recebem a partir de 15 de setembro de 2020;
  • Nascidos em outubro: recebem a partir de 14 de outubro de 2020;
  • Nascidos em novembro: recebem a partir de 17 de novembro de 2020;
  • Nascidos em dezembro: recebem a partir de 15 de dezembro de 2020;
  • Nascidos em janeiro: recebem a partir de 19 de janeiro de 2020;
  • Nascidos em fevereiro: recebem a partir de 19 de janeiro de 2021;
  • Nascidos em março: recebem a partir de 11 de fevereiro de 2021;
  • Nascidos em abril: recebem a partir de 11 de fevereiro de 2021;
  • Nascidos em maio: recebem a partir de 17 de março de 2021; e
  • Nascidos em junho: recebem a partir de 17 de março de 2021,

Para quem trabalha em setor público

  • Final da inscrição 0: recebem a partir de 16 de julho de 2020;
  • Final da inscrição 1: recebem a partir de 18 de agosto de 2020;
  • Final da inscrição 2: recebem a partir de 15 de setembro de 2020;
  • Final da inscrição 3: recebem a partir de 14 de outubro de 2020;
  • Final da inscrição 4: recebem a partir de 17 de novembro de 2020;
  • Final da inscrição 5: recebem a partir de 19 de janeiro de 2021;
  • Final da inscrição 6 e 7: recebem a partir de 11 de fevereiro de 2021; e
  • Final da inscrição 8 e 9: recebem a partir de 17 de março de 2021.

Em todos os casos, o prazo final para o saque é até 30 de junho de 2021.

Para receber o benefício, o trabalhador precisa cumprir, ao mesmo tempo, algumas regras de concessão:

  • Ter trabalhado de carteira assinada por pelo menos 30 dias em 2019;
  • Ter recebido até dois salários mínimos por mês;
  • Estar inscrito no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos;
  • Estar com os dados atualizados na Relação de Informações Sociais (RAIS), de responsabilidade do empregador.

O valor dos pagamentos é estabelecido de acordo com a quantidade de meses trabalhados, sendo:

  • 1 mês: R$ 88,00;
  • 2 meses: R$ 175,00;
  • 3 meses: R$ 262,00;
  • 4 meses: R$ 349,00;
  • 5 meses: R$ 436,00;
  • 6 meses: R$ 523,00;
  • 7 meses: R$ 610,00;
  • 8 meses: R$ 697,00;
  • 9 meses: R$ 784,00;
  • 10 meses: R$ 871,00;
  • 11 meses: R$ 958,00; e
  • 12 meses: R$ 1.045,00.

Para saber se tem direito ao abono salarial, basta o trabalhador acessar um dos canais de atendimento ao cliente Caixa ou Banco do Brasil.

Leia ainda: Auxílio emergencial impede trabalhador de sacar FGTS liberado por medida provisória?

Deixe uma resposta