Funjope leva humanização aos postos de vacinação contra a Covid-19 por meio da música

0
116

A Fundação Cultural de João Pessoa (Funjope) esteve presente, pelo segundo final de semana consecutivo, nos postos de vacinação contra a Covid-19, levando música e humanização ao processo. Neste sábado (01), em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), os músicos se apresentaram em 11 pontos de imunização, promovendo momentos de animação para quem aguardava a vacina.

“A Funjope está acompanhando a vacinação e estamos integrados com a Secretaria de Saúde no sentido de garantirmos um momento de entretenimento para as pessoas na hora em que vão se vacinar”, declarou o diretor-presidente da Funjope, Marcus Alves. Ele relatou que, ao visitar os postos, constatou, inclusive, que a população quando se depara com o som da música ou um espetáculo cultural se comporta de maneira diferente.

“As pessoas têm dito aos profissionais da saúde que o ambiente fica mais agradável, diminui um pouco a ansiedade, a expectativa que eles têm em relação à saúde, diminui a tensão. Isso é muito bom. Por outro lado, a Funjope, com essa atividade, valoriza os nossos músicos no aspecto profissional. Todos eles são contratados da Funjope e passam a receber um cachê. Assim, a gente movimenta o mercado da música que está prejudicado com a pandemia da Covid-19”, ressaltou.

Apresentações – Na voz e violão, D’Lopes se apresentou na Escola Municipal Professor Oscar de Castro, no bairro de Cruz das Armas. No Centro Cultural Tenente Lucena, em Mangabeira, Sandra Lemos brindou o público com voz e piano. Lá também teve apresentação do mágico Odair Fernandes. Na Escola Municipal Francisco da Nóbrega, no Cristo, o espaço foi para o músico Emanuel Mattos, no trompete. Osmídio Neto, com voz e acordeon, levou alegria ao Instituto Federal da Paraíba (IFPB), em Jaguaribe.

E a música não parou por aí. O violinista Everton Praxedes, da Orquestra Sinfônica, foi para a Escola Municipal Dom Hélder Câmara, no Valentina. Tony Leon levou voz e violão para a Escola Seráfico da Nóbrega, em Tambaú. Joca do Acordeon embalou a espera de quem estava na Escola Luiz Augusto Crispim, no Bairro dos Ipês. Assim como ele, Ivan Martins levou seu acordeon para o Santuário Mãe Rainha, no Aeroclube.

Também teve vacina com música no Mangabeira Shopping, com Yago Reis, na voz e violão. Na Escola Radegundis Feitosa Nunes, no bairro José Américo, se apresentou o acordeonista Daniel Gouveia. No Ginásio Ivan Cantisani, em Tambiá, teve voz e violão com Liss Albuquerque.