Funjope e Belas Artes À La Carte realizam Festival ‘O Novíssimo Cinema da Paraíba’

0
181

A Prefeitura de João Pessoa, por meio da sua Fundação Cultural (Funjope) e em parceria com o Belas Artes À La Carte, anuncia a realização do Festival ‘O Novíssimo Cinema da Paraíba’. A mostra, composta por sete longas e 17 curtas-metragens, leva aos assinantes do streaming o que há de melhor na produção cinematográfica recente do Estado. As exibições começam nesta quinta-feira (5), data do aniversário de João Pessoa, e seguem até o dia 18.

“Construímos uma parceria com o Belas Artes À La Carte para fortalecer a nossa produção audiovisual. Temos que criar mecanismos para dar visibilidade ao que produzimos para o cinema e esse é um mecanismo muito importante. Assim, podemos fazer uma rede de valorização do cinema que é o estímulo à produção, distribuição, formação e circulação das nossas produções”, declarou o diretor executivo da Funjope, Marcus Alves.

Você já imaginou acertar 14 pontos com apenas 14 JOGOS na Lotofácil ?

Uma plataforma completa com inteligência artificial Que te GARANTE 14 e até 15 Pontos com apenas 14 Bilhetes.
Hoje você poderá se tornar um apostador PROFISSIONAL!

COMPRAR AGORA

ESTA OFERTA PODE SAIR DO AR A QUALQUER MOMENTO, APROVEITE!

“O Novíssimo Cinema da Paraíba é uma produção alicerçada na organização da classe trabalhadora do cinema local, que conquistou os meios de produção e agora colhe os seus frutos. São filmes de curta e longa-metragem, que, por meio de documentários e ficções, convidam a descobrir as diversas Parahybas desse Estado, alicerçados na sua cultura marcante e multifacetada”, observou Paulo Roberto de Souza Júnior, chefe da Divisão de Audiovisual da Funjope e curador da mostra.

Destaques – Entre os destaques do festival estão dois filmes inéditos: o longa ‘A república da selva’, de Manoel Fernandes Neto, que retrata uma república de estudantes localizada no Litoral da Paraíba, meses após o impeachment da presidente Dilma Rousseff, e o rescaldo de uma ebulição política sem precedentes, e o curta ‘Cabidela’s bar’, de Tadeu de Brito.

Outros destaques são os filmes premiados: ‘Sol alegria’, de Tavinho Teixeira e Mariah Teixeira, longa que conta com a participação de Ney Matogrosso no elenco e que teve sua première no Festival de Roterdã, na Holanda, ganhando o prêmio especial do júri no festival Olhar de Cinema, em Curitiba; ‘Rebento’, de André Morais, vencedor dos prêmios de Melhor Filme Internacional e Melhor Atriz no Diorama Film Festival, na Índia.

Há também a produção ‘Faixa de Gaza’, com Marcélia Cartaxo, uma história que se passa em um conjunto habitacional de periferia e acompanha Mago, chefe de um bando de jovens, os aliciando. O curta participou de 15 festivais e mostras de cinema, entre elas duas participações internacionais nos Estados Unidos e Angola, colecionando dez prêmios.

Programação paralela – Nos dias 10 e 17 de agosto acontecem duas programações especiais do festival com conversas ao vivo sobre os filmes e o mercado de cinema na Paraíba. As lives são gratuitas e acontecem no canal do YouTube do À La Carte – youtube.com/channel/UCl8MCsaxzWnm_D4izigpTeg.

No dia 10, às 19h, o tema será ‘O Novíssimo Cinema da Paraíba’, com Torquato Joel, diretor de ‘Ambiente Familiar’ e ‘Moído’, Bertrand Lira, diretor de ‘Seu Amor de Volta [Mesmo que Ele não Queira]’, Tavinho Teixeira, diretor de ‘Sol Alegria’; Eliezer Rolim, diretor de ‘Beiço de Estrada’; e André Morais, diretor de ‘Rebento’.

‘O Mercado de Cinema na Paraíba’ é o tema da conversa no dia 17, também às 19h, com Manoel Fernandes, diretor de ‘A República da Selva’, Rodolpho de Barros, diretor de ‘A Ética das Hienas’; Lúcio César, diretor de ‘Faixa de Gaza’; Oto Cabral, diretor de ‘Animais na Pista’, Odécio Antônio, diretor de ‘Continuo’ e ‘Menino Azul’.