FGTS: Saque das contas inativas será liberado aos trabalhadores este ano?

0
182

Em 2020, o Governo Federal liberou o saque de recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), na modalidade emergencial, a fim de amenizar os efeitos da crise econômica decorrente da pandemia. Assim, mais de 51 milhões de trabalhadores foram autorizados a sacar até R$ 1.045 de suas contas vinculadas.

Ao todo, a Caixa Econômica Federal pagou cerca de R$ 36,5 bilhões, que representa 96,6% do valor total previsto para o saque emergencial FGTS. A quantia foi depositada para os trabalhadores que solicitaram o pagamento pelo aplicativo FGTS até 31 de dezembro de 2020.

O saque emergencial do FGTS foi autorizado a partir da Medida Provisória 946/2020. De acordo com a proposta, cada trabalhador poderia receber até R$ 1.045, conforme o saldo disponível em suas contas ativas e inativas do FGTS.

O calendário oficial do saque emergencial do FGTS foi definido a partir do mês de aniversário do trabalhador. Assim como o auxílio emergencial, o valor foi depositado inicialmente na poupança social digital da Caixa, podendo ser movimentado pelo aplicativo Caixa Tem. Após algumas semanas, a quantia era liberada para saques e transferências bancárias gratuitas.

Valores devolvidos

Do dinheiro liberado pela Caixa, cerca de R$ 12 bilhões foram devolvidos às contas do FGTS. Isso porque, neste caso, os trabalhadores não movimentaram o valor creditado na poupança social digital, e com isso, os valores retornaram para as contas com as devidas correções. Segundo o banco, 19 milhões de trabalhadores se enquadram nesta situação.

Outros preferiram não realizar o saque, mantendo os valores nas contas do FGTS. Neste caso, os trabalhadores teriam que solicitar o desfazimento do crédito automático até 10 dias antes do depósito em conta. Dados da Caixa indicam que 400 mil pessoas fizeram o pedido formal, resultando na devolução de R$ 300 milhões às contas do FGTS.

Como consultar?

Para consultar informações sobre o saque emergencial FGTS, basta acessar o site fgts.caixa.gov.br ou o aplicativo FGTS, disponível para Android e iOS. Também é possível fazer a consulta pelos canais da Caixa, como Internet Banking e Central de Atendimento 111, na opção 2.

Leia também: Benefícios 2021: Confira os calendários FGTS, Bolsa Família e Auxílio Emergencial no Caixa Tem