FGTS Emergencial: Calendário de saques já foi confirmado pela Caixa?

0
55
FGTS Emergencial: Calendário de saques já foi confirmado pela Caixa?
FGTS Emergencial: Calendário de saques já foi confirmado pela Caixa?

Novo saque do Fundo de Garantia do Tempo Serviço (FGTS) foi anunciado pelo governo federal como uma das medidas emergenciais para tentar amenizar os impactos econômicos ,causados pela pandemia do novo coronavírus. Liberado por meio da publicação de uma medida provisória (MP), além do saque do FGTS, a redação também traz a extinção do Fundo Pis/Pasep.

O saque do FGTS será de até um salário mínimo vigente, ou seja, de R$ 1.045,00. Os recursos serão direito de todos os trabalhadores com contas no FGTS, ativas ou inativas. Porém, ainda que tenha mais de uma conta com valores superiores, só será permitido um saque por pessoa.

As regras do saque emergencial serão determinadas pela Caixa Econômica Federal, assim como foi em 2019, com o saque imediato e o saque aniversário.

Vale destacar que, ainda que extinto o PIS/Pasep para ser empregue o fundo, as quantias acumuladas nas contas serão mantidas. O abono permanece sem alterações e será disponibilizado a partir de julho, no valor de até um salário mínimo.

Calendário de saques FGTS emergencial

Como mencionado, será de responsabilidade da Caixa Econômica Federal as regras do saque do FGTS emergencial. No entanto, o banco alega que o cronograma de pagamentos ainda não esta finalizando, inclusive pelo esforço coletivo em evitar aglomerações para evitar o contágio da Covid-19.

Porém, logo que a liberação dos recursos foi divulgada, a União informou que a transferência para as contas iria acontecer no dia 31 de maio. Contudo, os saques serão disponibilizados a partir de 15 de junho. O dinheiro estará disponível para retirada até o último dia de 2020, 31 de dezembro.

Respiro na economia

Segundo o governo federal, o FGTS emergencial irá injetar R$ 36,2 bilhões na economia do Brasil, a partir de junho. Além dele, outras modalidades de saque estão disponíveis ao trabalhador, tanto do FGTS quanto do PIS/Pasep.

De qualquer modo, alertamos que o trabalhador deve ficar alerta, já que esse dinheiro não é novo, mas sim um recurso que será extraído da conta dele. As recomendações são as mesmas dos saques anteriores.

Destacamos a importância desse dinheiro em um momento de crise econômica do país, mas é necessário lembrar que a quantia a ser recebida no futuro pelo trabalhador será em um saldo inferior. O FGTS, inclusive, contribui bastante em casos de demissões.

Leia ainda: Fundo PIS/Pasep será distribuído em 31 de maio; Entenda

Deixe uma resposta